Mercado abrirá em 7 h 43 min
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,53
    -0,54 (-0,75%)
     
  • OURO

    1.806,50
    +4,70 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    38.365,33
    +3.961,62 (+11,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    918,87
    +125,14 (+15,77%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    26.485,33
    -836,65 (-3,06%)
     
  • NIKKEI

    27.845,31
    +297,31 (+1,08%)
     
  • NASDAQ

    15.082,50
    -15,50 (-0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1233
    +0,0017 (+0,03%)
     

Esses veículos aéreos futuristas podem ajudar cidades a resolver problemas de trânsito

·4 minuto de leitura
Esses veículos aéreos futuristas podem ajudar cidades a resolver problemas de trânsito
Esses veículos aéreos futuristas podem ajudar cidades a resolver problemas de trânsito

Trânsito é um problema para as cidades em todo o mundo, e muitas procutram tecnologias atuais na tentativa de aliviar o congestionamento. No entanto, uma empresa acredita que a solução é simples: construir um trilho de aço “nos céus” para que veículos aéreos de alta velocidade, e sem motoristas, circulem por aí (confira no vídeo abaixo).

Em junho, a uSky Transport, com sede na Bielorrússia, inaugurou uma linha de teste de 400 metros em Sharjah, cidade que faz fronteira com Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Do lado de fora, as cabines elétricas são brancas e brilhantes, enquanto o interior é projetado para dar a sensação de uma suíte luxuosa, incluindo iluminação e música ambiente, janelas do chão ao teto. Com duas poltronas acolchoadas e dois assentos mais simples, o veículo em teste pode transportar até quatro passageiros.

De acordo com a empresa, uma rede em toda a cidade totalmente implementada poderia suportar 10 mil passageiros por hora, com os veículos aéreos sendo capazes atualmente de viajar em até 150 km/h – embora, por razões de segurança, não possam atingir a velocidade máxima no teste.

Oleg Zaretskiy, CEO da uSky Transport, afirmou à CNN que o objetivo é aliviar o congestionamento nas estradas e poupar áreas de terreno para a construção de passarelas, espaços públicos de lazer ou até mesmo para a preservação de vegetação local. “O nível do solo está completamente saturado e as pessoas estão cansadas dos engarrafamentos”, disse.

A empresa aponta que dados levantados sugerem que, enquanto um quilômetro de metrô pode custar até US$ 150 milhões para construir, o sistema de “aerotrens” deve custar cerca de US$ 10 milhões. E, ao usar menos materiais estruturais, emissões de carbono seriam drasticamente reduzidas. A companhia também revela que está desenvolvendo uma tecnologia semelhante para transportar contêineres de carga de até 48 toneladas a uma velocidade máxima de 90 km/h.

veículos aéreos
uSky diz que uma câmera alimentada por AI ajuda a evitar potenciais colisões com outras cabines na pista. Imagem: CNN Business/Reprodução

Mas o que os veículos aéreos são, de fato? Bem, embora os “sky pods” sejam frequentemente comparados a monotrilhos ou teleféricos, eles oferecem maior flexibilidade, disse à CNN a sócia associada da consultoria McKinsey & Company, Stephanie Haag, que é uma das responsáveis pelo projeto. “Em um teleférico, você tem um carro e ele anda sempre na mesma velocidade. [Já nos sky pods], você pode usar muitas cabines diferentes naquela infraestrutura específica, feitas sob medida para viagens mais curtas em áreas urbanas ou para distâncias mais longas”.

Embora ela avise que seria necessário um planejamento cuidadoso para evitar congestionamentos em uma rede movimentada de toda a cidade, Haag acredita que ainda pode ser uma solução amplamente adotada se as promessas de maior mobilidade e sustentabilidade forem mantidas.

No fim de 2021, a uSky planeja construir uma linha de 2,4 quilômetros em Sharjah, permitindo que os veículos aéreos atinjam velocidades mais altas e, consequentemente, seja integrado o transporte de passageiros e de carga simultanemante. Ainda à rede de TV, Hussain Al Mahmoudi, CEO do Sharjah Research Technology and Innovation Park (onde as linhas de teste da uSky estão localizadas), a esperança é que os sky pods impulsionem a estratégia dos Emirados Árabes de se tornar um centro sustentável e futurista.

veículos aéreos
Interior do veículo da uSky. Imagem: CNN Business/Reprodução

Com a linha de teste instalada e funcionando, o uSky também recebeu a aprovação inicial para construir uma linha ao redor da cidade costeira de Khor Fakkan, que fica ao leste da nação. Dubai também está explorando a ideia de implementar veículos aéres sem motoristas que operariam acima do tráfego da cidade, mas com outras empresas globais, como a Virgin Hyperloop.

Ainda conforme Zaretskiy, a uSky também está mirando o mercado internacional, principalmente onde o transporte público é subdesenvolvido e há uma demanda crescente por soluções de mobilidade. “Podemos ver que as áreas mais promissoras para nós [estão no] Oriente Médio [e] na Ásia – lugares onde há crescimento natural da população, como Índia e Paquistão”, explica ele.

Mesmo assim, Zaretskiy diz que a empresa recebeu o contato de países como Estados Unidos (EUA) e Canadá, que ficaram entusiasmados com o projeto.

A uSky espera finalizar o primeiro contrato comercial até o final do ano em Sharjah e espera que os veículos aéreos estejam operando oficialmente em 2024.

Leia mais:

Fonte: CNN Business

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos