Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,48
    -2,47 (-3,34%)
     
  • OURO

    1.816,50
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    38.767,14
    -2.543,70 (-6,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    950,36
    -10,53 (-1,10%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.081,72
    +49,42 (+0,70%)
     
  • HANG SENG

    26.235,80
    +274,77 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    27.781,02
    +497,43 (+1,82%)
     
  • NASDAQ

    14.957,75
    +2,00 (+0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1539
    -0,0341 (-0,55%)
     

Esquizofrenia: o que é, quais são os sintomas e como tratar

·2 minuto de leitura

Você provavelmente já ouviu falar de esquizofrenia, certo? Basicamente, essa doença é descrita como mental crônica e incapacitante, e geralmente se manifesta na adolescência ou início da idade adulta, entre 20 e 30 anos de idade.

O distúrbio tem como características surtos que levam o paciente a confundir realidade com delírios e alucinações, o que acaba por dividir sua mente em dois "mundos" que se cruzam. Para te ajudar a entender melhor o que poderia causar a doença e quais os seus sintomas, o Canaltech traz esse assunto à tona.

O que causa a esquizofrenia?

Por enquanto, a medicina ainda não descobriu a causa da esquizofrenia, mas a combinação de alguns fatores podem desencadear a doença, como fatores hereditários, considerando que parentes de primeiro grau de um esquizofrênico têm mais chances de desenvolver a doença.

Além disso, a doença pode ser causada por complicações da gravidez e do parto, infecções e alterações no desenvolvimento do sistema nervoso no período de gestação. Alterações neuroquímicas, como problemas com certas substâncias químicas do cérebro, incluindo neurotransmissores, também podem contribuir para a esquizofrenia, assim como o uso de drogas psicoativas.

Não há nenhum tipo de exame de laboratório que permita confirmar o diagnóstico da doença. Para isso, o psiquiatra, médico especializado em saúde da mente, analisa os sintomas e fecha um diagnóstico.

(Imagem: Robina Weermeijer/Unsplash)
(Imagem: Robina Weermeijer/Unsplash)

Quais são os sintomas da esquizofrenia?

Os principais sintomas da esquizofrenia são os delírios (ideias ou pensamentos que não correspondem à realidade, mas que a pessoa tem convicção absoluta), alucinações (percepções irreais dos órgãos dos sentidos, como ouvir vozes) e ideias confusas/desconexas.

A pessoa esquizofrênica também perde a capacidade de expressar suas emoções e de reagir emocionalmente às situações. Vale perceber, ainda, que a esquizofrenia geralmente evolui em episódios agudos, em que aparecem vários desses sintomas.

Esquizofrenia tem cura?

Por enquanto, não há uma cura para a esquizofrenia, portanto o tratamento tem como objetivo o controle dos sintomas e a retomada da rotina, trabalho e relacionamento com amigos e familiares. O controle da esquizofrenia é feito por meio de duas abordagens: medicamentosa e psicossocial.

No que diz respeito ao tratamento medicamentoso, o paciente precisa ter acompanhamento psiquiátrico e utilizar a medicação de forma contínua para evitar novas crises. Os medicamentos se dividem em antipsicóticos ou neurolépticos. Também pode ser feita uma terapia comportamental cognitiva com um psicólogo, para reintegrar a pessoa com esquizofrenia à sociedade.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos