Mercado abrirá em 8 h 52 min
  • BOVESPA

    95.368,76
    -4.236,78 (-4,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    37.393,71
    -607,60 (-1,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    37,48
    +0,09 (+0,24%)
     
  • OURO

    1.878,20
    -1,00 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    13.209,20
    -8,09 (-0,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    261,40
    -11,29 (-4,14%)
     
  • S&P500

    3.271,03
    -119,65 (-3,53%)
     
  • DOW JONES

    26.519,95
    -943,24 (-3,43%)
     
  • FTSE

    5.582,80
    -146,19 (-2,55%)
     
  • HANG SENG

    24.418,25
    -290,55 (-1,18%)
     
  • NIKKEI

    23.261,98
    -156,53 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    11.231,50
    +98,75 (+0,89%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7356
    +0,0012 (+0,02%)
     

Esquadrão Suicida terá série derivada com o Pacificador de John Cena no HBO Max

Claudio Yuge
·4 minutos de leitura

O novo Esquadrão Suicida é um dos filmes mais aguardados de 2021, não somente pelo elenco cheio de estrelas, como também pela prévia empolgante e a pegada de títulos de guerra dos anos 1970. E a Warner Bros vem apostando tanto no longa dirigido por James Gunn que anunciou nesta quarta-feira (23) um derivado para o HBO Max. Pacificador, personagem interpretado por John Cena, terá uma série de ação e comédia com roteiro do próprio Gunn na plataforma de streaming da WarnerMedia.

Segundo um comunicado enviado à imprensa, a atração terá oito episódios, com o piloto e vários outros dirigidos por Gunn, que deve realizar as gravações no início de 2021, antes de seus compromissos com Guardiões da Galáxia 3 no Marvel Studios. Além de Gunn e Cena, Peter Safran está listado como produtor-executivo.

Nos quadrinhos, o Pacificador é Christopher Smith, diplomata que tem grande habilidade com armas e usa seu arsenal e movimentos táticos para “levar a paz” aos países em guerra ou comandados por ditadores. O personagem foi criado pelo roteirista Joe Gill e pelo desenhista Pat Boyette, com sua primeira aparição na revista Fightin’ 5 #40, em 1966, pela Charlton Comics.

Sua história tem um capítulo peculiar, envolvendo a aquisição da Charlton pela DC, que, no início dos anos 1980, queria as novas propriedades com uma abordagem atualizada, para que elas pudessem interagir com seus personagens tradicionais. Como muitos sabem, Alan Moore foi o responsável pelas mudanças, mas a DC achou o resultado tão violento e diferente que decidiu deixar essas “revisões” em um cantinho próprio, conhecido como Watchmen.

<em>O Pacificador de John Cena e sua versão em Watchmen, aqui como o Comediante de Jeffrey Dean Morgan</em><br><em>(Imagem: Montagem/Canaltech/Warner Bros)</em>
O Pacificador de John Cena e sua versão em Watchmen, aqui como o Comediante de Jeffrey Dean Morgan
(Imagem: Montagem/Canaltech/Warner Bros)

Assim como Besouro Azul, Questão, Capitão Átomo e outros personagens da Charlton, o Pacificador ganhou uma versão extrema em Watchmen, na pele do Comediante. Mais tarde, a DC incorporou o Pacificador e a trupe original da Charlton à cronologia dos heróis tradicionais na saga Crise nas Infinitas Terras, em meados de 1980.

Estreia do DCEU no streaming

“Pacificador é uma oportunidade de mergulhar nas questões do mundo atual através das lentes deste super-herói/supervilão/e o maior babaca do mundo. Estou animado para expandir Esquadrão Suicida e trazer esse personagem do universo dos filmes da DC para toda a amplitude de uma série”, animou-se Gunn, ao falar da produção, que ainda não tem muitos detalhes.

O que também chama a atenção neste anúncio é que, possivelmente, veremos pela primeira vez o Universo Estendido DC (ou DCEU, na sigla em inglês) nas telinhas. A Warner Bros já mantém seu Multiverso DC na TV por meio do Arrowverse e do DC Universe e, embora tenhamos visto o Flash dos cinemas, Ezra Miller, encontrar com o Corredor Escarlate do canal CW, Grant Gustin, ainda não havia um sinal de conexão direta entre os filmes do DCEU com as atrações da companhia no streaming ou na TV.

<em>Imagem: Divulgação/HBO Max</em>
Imagem: Divulgação/HBO Max

Esse é o indício de que outras propriedades que devem ser desenvolvidas no HBO Max, a exemplo de Lanterna Verde e Liga da Justiça Sombria, podem ser conectados com as tramas do cinema — principalmente após a reformulação que a Liga da Justiça deve sofrer depois do filme do Flash, que vai alterar o status da realidade da cronologia do DCEU.

A notícia é animadora para os fãs, pois o concorrente Marvel Studios também está expandindo seu universo compartilhado nas telinhas com as séries do Disney+, a partir de WandaVision, ainda este ano. Pacificador ainda não tem data de estreia no HBO Max.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: