Mercado fechará em 5 h 46 min
  • BOVESPA

    110.140,64
    0,00 (0,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.874,91
    -1.144,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,11
    +0,23 (+0,30%)
     
  • OURO

    1.928,60
    -2,20 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    23.530,46
    -263,11 (-1,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    537,48
    -7,83 (-1,44%)
     
  • S&P500

    4.179,76
    +60,55 (+1,47%)
     
  • DOW JONES

    34.053,94
    -39,02 (-0,11%)
     
  • FTSE

    7.854,16
    +34,00 (+0,43%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.735,00
    -111,75 (-0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5419
    +0,0522 (+0,95%)
     

“Esperávamos 3 mil pessoas e vieram 30 mil”, conta diretora do Kwai sobre perrengue

Claudine Bayma, diretora geral do Kwai Brasil, tem mais de 25 anos de experiência como executiva de marketing e novos negócios. E, claro, já passou por diversos perrengues ao longo da carreira. Um deles aconteceu durante a organização de um evento em um shopping de São Paulo. “A gente trouxe um apresentador conhecido para fazer um talk-show no local. A audiência dele era boa e a gente pensou que teríamos um público bom para razoável”, relembra.

Só que, para a surpresa da executiva, o evento acabou atraindo bem mais pessoas do que o esperado. “A gente esperava três mil pessoas, no máximo, e tivemos um público de 30 mil. Deu três quilômetros de congestionamento na marginal em pleno domingo”, conta a diretora geral do Kwai Brasil. “Chegou em um ponto em que a gente pensava em divulgar para as pessoas não irem ao evento porque já tinha muita gente e não ia dar”.

Apesar de todo o perrengue, Claudine Bayma revela que tudo deu certo no final. “A gente conseguiu contornar bem a situação. O evento foi um sucesso, o apresentador conseguiu uma exposição ainda maior no mercado e o público também saiu feliz”, completa a executiva.

Executiva do Kwai lembrou de perrengue sobre 'multidão'
Executiva do Kwai lembrou de perrengue sobre 'multidão'

Kwai chega aos 48 milhões de usuários no Brasil e aposta no live streaming para 2023

O Kwai, app de criação e compartilhamento de vídeos curtos, terminou o ano de 2022 atingindo a marca de 48 milhões de usuários ativos por mês no Brasil. A empresa chegou ao país em 2019 e possui mais de 1 bilhão de usuários no mundo. Para manter o bom desempenho em 2023, o Kwai pretende focar, principalmente, em três frentes: live streaming, produções de conteúdo exclusivos e novos formatos de publicidade.

“Com certeza, um dos nossos principais focos é o live streaming”, conta Claudine Bayma, diretora geral do Kwai Brasil. Desde o ano passado, o Kwai tem uma parceria com a CNN onde utiliza o live streaming para informar os usuários e passar notícias em tempo real. A cobertura da morte do jogador Pelé, por exemplo, pôde ser acompanhada ao vivo por quem utiliza a plataforma. “Por meio do live streaming é possível explorar o segmento de notícias, breaking news, além de trabalhar com outros formatos para esporte, entretenimento”, explica.