Mercado fechado

Esperanças com acordo comercial e setor de saúde levam ganhos a Wall Street

Por Lewis Krauskopf

Por Lewis Krauskopf

(Reuters) - Os principais índices acionários de Wall Street fecharam em níveis recordes nesta sexta-feira, impulsionados pelo novo otimismo sobre um potencial arrefecimento das tensões comerciais entre Estados Unidos e China e pelos grandes ganhos das ações de empresas do setor de saúde.

O índice Dow Jones subiu 0,8%, a 28.004,89 pontos, enquanto o S&P 500 avançou 0,77%, a 3.120,46 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq ganhou 0,73%, a 8.540,83 pontos.

O S&P 500 registrou a sexta semana seguida de valorização, maior sequência do tipo em cerca de dois anos, enquanto o Dow atingiu a barreira dos 28.000 pontos pela primeira vez.

O conselheiro econômico da Casa Branca Larry Kudlow disse no final da quinta-feira que os EUA e a China estão se aproximando de um acordo comercial, citando o que classificou de conversas muito construtivas com Pequim.

"Hoje é definitivamente sobre o otimismo em torno das tensões comerciais", disse Jason Pride, chefe de investimentos na Glenmede, na Filadélfia.

O mercado de ações alcançou altas recordes recentemente, motivado pelos cortes nas taxas de juros promovidos pelo Federal Reserve, resultados de empresas para o terceiro trimestre que superaram expectativas e sinais de que o crescimento econômico pode estar assentando, ao mesmo tempo que a incerteza sobre as relações comerciais entre EUA e China seguem sendo um fator-chave.

"Definitivamente tem sido uma grande fonte de volatilidade por um período bastante longo para os mercados, e as ações em geral", disse Pride. "Ver algum tipo de solução para isso provavelmente será um impulso para os investidores e os detentores de ações, porque tiraria um grande pedaço da incerteza das mentes de muitos investidores e até executivos de empresas."