Mercado abrirá em 4 h 8 min
  • BOVESPA

    107.937,11
    -1.004,57 (-0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.890,59
    -708,79 (-1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,80
    +0,49 (+0,59%)
     
  • OURO

    1.841,80
    +0,10 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    36.014,62
    +936,05 (+2,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    817,92
    +7,32 (+0,90%)
     
  • S&P500

    4.410,13
    +12,19 (+0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.364,50
    +99,13 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.297,15
    -196,98 (-2,63%)
     
  • HANG SENG

    24.112,66
    -543,80 (-2,21%)
     
  • NIKKEI

    27.131,34
    -457,03 (-1,66%)
     
  • NASDAQ

    14.239,50
    -261,50 (-1,80%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2180
    -0,0107 (-0,17%)
     

Esperança do Flamengo, Gabigol tem o Palmeiras como sua maior vítima na carreira

·2 min de leitura
Gabigol marcou sobre o Palmeiras na decisão da Supercopa (Alexandre Vidal/Flamengo)


Maior artilheiro do futebol brasileiro nesta temporada, com 32 gols marcados até o momento - dois a mais do que Hulk, do Atlético Mineiro -, Gabigol tem tudo para estar no centro das atenções na grande decisão da Libertadores que será disputada entre Flamengo e Palmeiras, neste sábado, às 17 horas, no Estádio Centenário, em Montevideo, no Uruguai. Além da grande fase, um outro detalhe traz para si os holofotes neste fim de semana: o atacante tem como sua maior vítima da carreira exatamente o adversário paulista.

E não é de hoje que Gabriel Barbosa tem um retrospecto positivo contra o rival. Tudo começou no Santos, onde foi revelado. Logo em sua primeira temporada completa como profissional, em 2014, aos 18 anos de idade, o atacante deixou sua marca duas vezes na vitória santista por 3 a 1, na 29ª rodada do Brasileiro. Foram os primeiros de seis anotados pelo Peixe em 17 duelos com o Palmeiras.

Contratado pelo Rubro-Negro em 2019, Gabi melhorou ainda mais o seu aproveitamento contra o Alviverde. O centroavante precisou de apenas quatro jogos para assumir o posto de artilheiro do duelo neste século, estufando as redes cinco vezes - uma média superior a um gol por partida. O último deles foi marcado na decisão da Supercopa do Brasil, em abril deste ano - empate em 2 a 2 e vitória carioca nos pênaltis por 6 a 5.

Antes da chegada do atacante à Gávea, dois jogadores dividiam a liderança do ranking: Ibson, que chegou a anotar três gols num mesmo jogo em 2008, no triunfo rubro-negro por 5 a 2, e Alecsandro, que defendeu as duas equipes. Ambos estufaram as redes quatro vezes, sendo que o centroavante fez três defendendo o Flamengo e um pelo Palmeiras.

O camisa 9 agora busca brilhar em sua segunda final de Libertadores - já anotou dois gols na decisão de 2019, contra o River Plate, da Argentina, dando a taça aos cariocas. Dessa vez, contra um velho conhecido.

GABIGOL CONTRA O PALMEIRAS - NA CARREIRA
21 jogos
11 vitórias
5 empates
5 derrotas
11 gols marcados

GABIGOL CONTRA O PALMEIRAS - PELO FLAMENGO
4 jogos
​3 vitórias
1 empate
0 derrotas
5 gols marcados

MAIORES ARTILHEIROS DE FLAMENGO X PALMEIRAS
- Neste século - 2001/2021
1º - Gabigol - 5 gols
2º - Ibson - 4 gols
Alecsandro 4 gols (3 pelo Flamengo e 1 pelo Palmeiras)
4º - Petkovic - 3 gols
​5º - Edmundo - 3 gols
Dudu - 3 gols
Pedro - 3 gols
​Arrascaeta - 3 gols
​Kléber Gladiador - 3 gols

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos