Mercado fechado

Especialistas criticam design sem graça de carros autônomos

Chester Dawson e David Welch

(Bloomberg) -- Montadoras que investem bilhões em carros autônomos do futuro correm risco de repetir o mesmo erro cometido com carros elétricos há uma década?

Gigantes como General Motors, Toyota Motor e Jaguar Land Rover compartilham dimensões igualmente retangulares com mais atenção à praticidade de engenharia do que “sex appeal“. Até a Waymo, o braço autônomo da Alphabet, controladora do Google, escolheu a minúscula minivan como principal atração para veículos autônomos.

A aparência uniforme e pouco inspiradora desses veículos autônomos tem sido criticada por ser tão desinteressante quanto a abordagem sem frescuras adotada pelas montadoras para projetar veículos elétricos que acabaram com vendas mais lentas do que se esperava.

Mais do que estética está em jogo. Embora as vans que essas empresas projetaram não sejam para showrooms de varejo, a falta de atrativos pode afastar passageiros cujo sonho de entrar em um veículo sem motorista incluía mais do que um vagão moderno. Para compensar os custos, até veículos autônomos para vários passageiros precisarão cobrar preços mais altos do que outras formas de transporte público. Alguns acham que talvez precisem se parecer mais com uma limusine de luxo do que com um ônibus da cidade.

“Quem está pedindo todas essas caixas?” disse Tony Posawatz, ex-executivo da GM que desenvolveu o híbrido plug-in Chevrolet Volt e agora presta consultoria para empresas de mobilidade. “Se os primeiros usuários são pessoas abastadas, estão acostumados a um certo emblema e a um certo tipo de desempenho.”

Nem todas as montadoras seguem o mesmo manual. A Mercedes-Benz, da Daimler, apresentou um carro-conceito de direção autônoma ultraluxuoso chamado de F 015 em janeiro, embora não seja voltado para o grande público. A Tesla prometeu trazer autonomia às massas com o Model 3, mas, apesar de todo o progresso do CEO Elon Musk em outros aspectos, os clientes ainda esperam que o polêmico sistema de piloto automático seja tão capaz quanto ele prevê.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Repórteres da matéria original: Chester Dawson Southfield, cdawson54@bloomberg.net;David Welch em Southfield, dwelch12@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Craig Trudell, ctrudell1@bloomberg.net, Dimitra Kessenides

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.