Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.256,36
    -3.411,42 (-2,95%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.310,27
    -841,11 (-1,86%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,47
    -0,06 (-0,09%)
     
  • OURO

    1.769,10
    -6,30 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    48.016,24
    -578,14 (-1,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    967,30
    -27,36 (-2,75%)
     
  • S&P500

    3.829,34
    -96,09 (-2,45%)
     
  • DOW JONES

    31.402,01
    -559,85 (-1,75%)
     
  • FTSE

    6.651,96
    -7,01 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    30.074,17
    +355,93 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.168,27
    +496,57 (+1,67%)
     
  • NASDAQ

    12.788,00
    -514,00 (-3,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7389
    +0,1684 (+2,56%)
     

Especialista faz alerta para variante do coronavírus oriunda do Reino Unido

Nathan Vieira
·2 minuto de leitura

Nos últimos meses, novas variantes do coronavírus com maior potencial de transmissibilidade foram encontradas em diferentes países, o que tem gerado uma preocupação e tanto na área da medicina. No último domingo (31), o epidemiologista Michael Osterholm, diretor do Centro de Pesquisa e Política de Doenças Infecciosas da Universidade de Minnesota, levantou um alerta para os EUA em relação à variante encontrada no Reino Unido.

A previsão veio quando o total de infecções confirmadas nos EUA ultrapassou a marca de 26 milhões, com o número de mortos avançando continuamente em direção à marca de 500 mil. O epidemiologista alertou para que o país se prepare para a propagação do vírus ainda no começo deste ano: “O aumento [do número de casos] com esta nova variante da Inglaterra provavelment vai acontecer nas próximas seis a 14 semanas. Esse furacão está chegando", estimou o especialista.

O médico ainda alertou a nova administração do país, dirigida por Biden, a agir mais rapidamente com planos para vacinar o maior número possível de pessoas nos EUA, pelo menos com sua primeira dose, especialmente as pessoas com mais de 65 anos, a fim de tentar evitar a pior exacerbação por variantes do crise.

Especialista levanta alerta para variante do coronavírus nos EUA (Imagem: fernando zhiminaicela/Pixabay)
Especialista levanta alerta para variante do coronavírus nos EUA (Imagem: fernando zhiminaicela/Pixabay)

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson advertiu que a nova variante do Reino Unido pode ser 30% mais mortal do que o vírus original. A cepa foi identificada pela primeira vez nos Estados Unidos no final de dezembro, mas acredita-se que já estivesse presente lá em outubro.

Osterholm ainda afirmou que, se os líderes dos Estados Unidos não conseguirem ficar à frente da cepa mais contagiosa do Reino Unido, um desastre pode acontecer na forma de um novo e rápido surto de infecções. Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos relataram que, até agora, quase 50 milhões de doses de vacina foram distribuídas e cerca de 30 milhões delas administradas a pacientes, em uma população dos EUA com mais de 320 milhões, segundo o jornal The Guardian.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: