Mercado fechará em 6 h 59 min

Especialista aposta que Amazon será gigante do setor de saúde

Entregador da Amazon manipula caixas de entrega na Alemanha (Foto: Sean Gallup/Getty Images)

Scott Galloway, professor de marketing da Universidade de Nova York e especialista em tendências do setor de tecnologia, prevê que até 2025 a Amazon possa ser uma das maiores empresas do mundo no setor de saúde. O tamanho de sua cadeia de operações seria tão grande que poderia até mesmo suplantar o próprio governo dos Estados Unidos, e de outros países, oferecendo soluções como testes rápidos para certas doenças, como o COVID-19. 

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News 

Galloway aposta, em entrevista ao Business Insider, que outra gigante da tecnologia também pode aparecer como concorrente da Amazon nesse campo: a Apple. A fabricante dos iPhones e iMacs, que já oferece aplicativos de monitoramento de saúde em seus celulares e relógios inteligentes, teria também o capital necessário para investir no novo segmento. 

Leia também

As previsões que Galloway faz têm créditos, pois o professor já acertou no passado, ao prever corretamente que a Amazon se movia no sentido de comprar a cadeia de mercados Whole Foods. 

Mas o que motivaria esse investimento da Amazon em saúde? Segundo o professor, a necessidade de investir pesado em novas áreas, de transformar e expandir o negócio, para que ainda mais valor seja gerado. Na visão de Galloway, as empresas precisam abrir horizontes ainda inexplorados, e o setor de saúde seria uma escolha natural para a Amazon, considerando sua estrutura. 

A Amazon começou, nos anos 1990, como uma startup de garagem, que vendia livros pela internet, até então um campo inexplorado pelas empresas tradicionais. Ela cresceu, sobreviveu ao estouro da bolha pontocom, e se estabeleceu como uma das maiores empresas do mundo, vendendo todo tipo de itens em seus catálogos digitais. 

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.