Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.789,33
    +556,59 (+0,51%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,03
    +900,05 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    114,50
    +2,10 (+1,87%)
     
  • OURO

    1.814,40
    -4,50 (-0,25%)
     
  • BTC-USD

    30.527,02
    +583,38 (+1,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    687,52
    +444,84 (+183,30%)
     
  • S&P500

    4.088,85
    +80,84 (+2,02%)
     
  • DOW JONES

    32.654,59
    +431,17 (+1,34%)
     
  • FTSE

    7.518,35
    +53,55 (+0,72%)
     
  • HANG SENG

    20.602,52
    +652,31 (+3,27%)
     
  • NIKKEI

    26.659,75
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    12.572,00
    +11,75 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2178
    +0,0074 (+0,14%)
     

Espanhola Mango sai à conquista dos EUA a partir da 5ª Avenida

Vitrine da nova loja da Mango na 5ª Avenida (AFP/Angela Weiss) (Angela Weiss)

A rede espanhola Mango, concorrente da Zara, instalou-se na 5ª Avenida, em Nova York, para relançar sua marca de roupas nos Estados Unidos e converter esse mercado em um dos cinco mais importantes para o grupo até 2024, anunciaram nesta quarta-feira seus diretores.

A abertura do que chamam de “flagship store” representa para o CEO Toni Ruiz "um momento único, o início da nossa expansão nos Estados Unidos” para a empresa, que possui 2.447 lojas no mundo.

A instalação, de mais de 2.000 m², que ocupa três andares de um prédio histórico construído em 1927 em uma das áreas comerciais mais exclusivas do mundo, permitirá “avançar em nossos objetivos estratégicos de expansão internacional e nosso ecossistema de distribuição", disse Ruiz em entrevista coletiva.

A Mango, nascida em 1984 em Barcelona, lança "a pedra fundamental para consagrar a presença da marca nos Estados Unidos" e trazer a este país a moda e "o estilo de vida de uma empresa nascida no Mediterrâneo", embora esteja presente neste mercado desde 2006, disse Ruiz.

Em uma segunda fase, a empresa se concentrará na Flórida, onde planeja abrir "quatro ou cinco" pontos de venda em 2022 e 2023, em cidades como Miami, Boca Raton, Orlando e Tampa, antes de se expandir para Geórgia, Arizona, Texas, Nevada e Califórnia.

A meta da Mango, que se define como "moda, feminilidade, cor e felicidade", é chegar a 2024 com cerca de 40 pontos de venda nos Estados Unidos e torná-lo um dos cinco mercados mais importantes para o grupo, juntamente com Índia, França, Itália ou Alemanha. "Queremos consolidar nossa marca neste país", disse Ruiz.

A Mango abriu quatro lojas no ano passado em Nova Jersey, Nova York e Miami, e, desde abril, oferece produtos para o lar nos Estados Unidos em seu site. A venda on-line é uma de suas grandes apostas, pois espera que, até 2024, represente 70% dos negócios no mercado americano.

Na América Latina, a Mango está presente em 20 países, onde conta com mais de 210 pontos de venda, segundo dados de 2021, com destaque para México (49 lojas), Chile (46), Colômbia (43) e Peru (37).

Para comemorar a inauguração de sua loja na 5ª Avenida, esta irá se converter por 11 dias em um "museu físico, virtual e digital", unindo arte, moda e tecnologia com uma coleção de NFTs com obras de artistas espanhóis como Joan Miró, Antoni Tàpies e Miquel Barceló.

af/atm/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos