Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.997,19
    -1.578,28 (-1,43%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.780,74
    +106,44 (+0,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,30
    -0,23 (-0,51%)
     
  • OURO

    1.780,90
    -7,20 (-0,40%)
     
  • BTC-USD

    19.375,16
    -33,86 (-0,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    380,48
    +15,88 (+4,35%)
     
  • S&P500

    3.620,15
    -18,20 (-0,50%)
     
  • DOW JONES

    29.613,08
    -297,29 (-0,99%)
     
  • FTSE

    6.266,19
    -101,39 (-1,59%)
     
  • HANG SENG

    26.341,49
    -553,19 (-2,06%)
     
  • NIKKEI

    26.433,62
    -211,09 (-0,79%)
     
  • NASDAQ

    12.261,50
    +4,00 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3913
    +0,0167 (+0,26%)
     

Espanhol Santander volta a registrar lucro no 3º tri

Por Jesús Aguado
·2 minuto de leitura
.
.

Por Jesús Aguado

MADRI (Reuters) - O espanhol Santander espera que seu lucro principal em 2020 supere as atuais expectativas do mercado, ajudado em parte pela economia de custos adicional de 1 bilhão de euros na Europa até 2022, que pode incluir milhares de cortes de empregos.

Mais ganhos de eficiência e melhor comportamento de clientes no pagamento de empréstimos permitiram ao banco prever um lucro recorrente de cerca de 5 bilhões de euros para o ano todo, após um retorno do lucro no terceiro trimestre.

"A recuperação de nossos negócios está progredindo bem, e o terceiro trimestre foi significativamente mais forte do que o segundo", disse a presidente-executiva do conselho, Ana Botín, em comunicado nesta terça-feira. "As receitas aumentaram 18% em euros constantes, uma vez que a atividade voltou perto dos níveis anteriores à pandemia."

O Santander afirmou que o grupo planeja uma economia de custos de 1 bilhão de euros na Europa até 2020, acima de sua meta de médio prazo, e espera uma economia adicional de 1 bilhão de euros até 2022 também na Europa.

O jornal espanhol Expansión informou que o Santander planejava demitir cerca de 3.000 de seus funcionários, cerca de 11% de sua força de trabalho na Espanha, devido ao impacto econômico do Covid-19 e à mudança dos clientes para os canais digitais.

O Santander não quis comentar.

O vice-presidente financeiro do banco, José Antonio García Cantera, disse à Bloomberg nesta terça-feira que o banco iria discutir cortes de empregos com os sindicatos sem fornecer um número preciso.

O lucro líquido estatutário do Santander triplicou no terceiro trimestre em comparação com o ano anterior, mas em uma base recorrente o lucro do banco caiu 18% no mesmo período, para 1,75 bilhão de euros, devido a mais provisões relacionadas ao coronavírus.

Analistas ouvidos pela Reuters esperavam lucro operacional de 1,06 bilhão de euros.

O Santander tem se concentrado em seus negócios na América Latina para ajudá-lo a enfrentar as difíceis condições dos bancos na Europa.

Mas seus mercados principais, que vão do Brasil à Espanha, foram alguns dos mais atingidos pela pandemia, com as moedas dos mercados emergentes mais fracas exacerbando o efeito.

Ainda assim, o Santander Brasil divulgou nesta terça-feira lucro líquido acima do esperado para o terceiro trimestre, de 3,9 bilhões de reais, com ganhos em operações no mercado elevando a margem financeira, apesar da crise desencadeada pelo coronavírus.

O Santander da Espanha disse que uma melhora no comportamento do cliente em relação ao pagamento de empréstimos levou o banco a estimar que o custo do seguro de sua carteira de crédito seria menor em 2020.

O banco espanhol reduziu sua projeção de custo de risco, que mede o custo de gestão de riscos de crédito e perdas potenciais, para 130 pontos básicos no final de 2020 após uma estimativa anterior entre 140 pontos e 150 pontos, implicando menores provisões para perdas com empréstimos no futuro.