Mercado fechará em 3 h 21 min
  • BOVESPA

    101.051,39
    -208,36 (-0,21%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.362,25
    -345,47 (-0,89%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,48
    -1,37 (-3,44%)
     
  • OURO

    1.906,60
    +1,40 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    13.082,37
    +5,36 (+0,04%)
     
  • CMC Crypto 200

    261,87
    -1,55 (-0,59%)
     
  • S&P500

    3.393,67
    -71,72 (-2,07%)
     
  • DOW JONES

    27.646,80
    -688,77 (-2,43%)
     
  • FTSE

    5.810,11
    -50,17 (-0,86%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,68 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.494,34
    -22,25 (-0,09%)
     
  • NASDAQ

    11.487,50
    -176,00 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6393
    -0,0246 (-0,37%)
     

Espanha quer forçar Madri a impor novas restrições para conter covid-19

Valor
·1 minuto de leitura

Região é a mais afetada pela segunda onda de coronavírus que atinge a Europa, com quase 5 mil casos por dia A Espanha pretende forçar Madri a aplicar novas restrições para conter a covid-19 na região, a mais afetada pela segunda onda de covid-19 que atinge a Europa, após um novo embate entre o governo central e os opositores que lideram a província onde está a capital do país. O ministro da Saúde, Salvador Illa, disse, segundo reportagem do “Financial Times”, que garantiu o apoio da maior parte das autoridades regionais para impor restrições a cidades de mais de 100 mil habitantes com altos índices de infecção por covid-19 e de ocupação de unidades de terapia intensiva (UTI). Uma mulher caminha de máscara em povoado próximo a Madri, na Espanha AP Foto/Bernat Armangue Sob as regras mais rígidas, os moradores que vivem em áreas de risco de transmissão do vírus só poderão sair de casa para trabalhar, estudar ou por outras razões especificadas pelas autoridades. O governo da província de Madri vem resistindo às pressões do primeiro-ministro do país, Pedro Sánchez, para adotar mais restrições. Mas Illa disse hoje que as autoridades da capital não terão opção além de cumprir as ordens, uma postura que deve abrir um novo capítulo na disputa. Madri é de longe a região mais afetada pela segunda de covid-19 na Espanha, concentrando quase 5 mil novos casos confirmados nas últimas 24 horas, um pouco menos que a metade das 11 mil infecções diagnosticadas no país no período.