Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,83 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,39 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,98
    +1,48 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.793,10
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    61.562,10
    -1.853,16 (-2,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,69 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,94 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.324,00
    -154,75 (-1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5808
    -0,0002 (-0,00%)
     

Escola na zona norte de SP é invadida cinco vezes em uma semana

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Manoel Preto, na região da Freguesia do Ó, zona norte da cidade de São Paulo, retomou nesta quarta-feira (22) as aulas para as 487 crianças entre 5 e 6 anos, após dois dias de interrupção.

A unidade escolar foi invadida e furtada cinco vezes nesta semana, duas delas somente no domingo. Além da interrupção das aulas, alunos ficaram também sem a merenda escolar.

Segundo relatos, foram arrombadas duas salas e, além de levarem as portas de alumínio dos armários e as torneiras da cozinha, foram levados também produtos como carnes, queijos e iogurtes, usados na alimentação das crianças.

Um funcionário da escola diz que a prefeitura mantém um contrato de segurança noturna, mas só para Escolas Municipais de Ensino Fundamental.

A escola só reabriu após a perícia da polícia. Ela está atendendo 100% das crianças, mas com esquema de rodízio por causa da pandemia, segundo o funcionário.

Durante a pandemia do novo coronavírus, o primeiro boletim de ocorrência foi registrado no 28º DP, em 13 de abril de 2020. De lá para cá, a escola já foi invadida cerca de 14 vezes, segundo o funcionário.

De acordo com o relato, em uma dessas invasões, levaram torneiras, notebook e fios de cobre, que deixou a escola sem energia elétrica por 21 dias.

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação, gestão Ricardo Nunes (MDB), disse que lamenta que a Emei Manoel Preto tenha sido furtada e que reparos estão sendo realizados no sistema hidráulico para que as aulas fossem retomadas nesta quarta-feira (22).

Já a Secretaria Municipal de Segurança Urbana disse que todos os equipamentos municipais de ensino recebem patrulhamento preventivo, que são feitos pela GCM (Guarda Civil Metropolitana), com rondas em período integral, e que as patrulhas também são adaptadas para aumentar a segurança em situações específicas, indicadas pela gestão escolar ou através da análise de ocorrências e monitoramento nas regiões. Além das rondas, os agentes de segurança urbana fazem inspeção interna nas unidades escolares, verificando todo ambiente e a rotina de segurança com a gestão.

A prefeitura não informou, no entanto, porque mantém contrato de segurança noturno com as Escolas Municipais de Ensino Fundamental e não mantém o mesmo tipo de contrato para a segurança noturna nas EMEIs.

Também em nota, a Secretaria de Segurança Pública, gestão João Doria (PSDB), disse que foi registrado um boletim de ocorrência de furto qualificado, na última segunda-feira (20). O caso está em investigação pela unidade e foi realizada uma perícia no local. A SSP disse ainda que a Polícia Militar apoia as equipes da guarda municipal na região da unidade escolar e o policiamento preventivo e ostensivo será intensificado, por meio dos programas da Ronda Escolar, Força Tática, Rocam, e Policiamento Comunitário.

Na nota, acrescenta que o trabalho das forças de segurança possibilitou a prisão de 42 criminosos em flagrante e recuperação de 68 veículos roubados ou furtados, de janeiro a julho deste ano, na área do 28º DP (Freguesia do Ó).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos