Mercado fechará em 44 mins
  • BOVESPA

    113.782,13
    -1.280,41 (-1,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.192,33
    +377,16 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,62
    +0,01 (+0,01%)
     
  • OURO

    1.755,50
    -39,30 (-2,19%)
     
  • BTC-USD

    47.711,05
    -295,47 (-0,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.224,27
    -9,02 (-0,73%)
     
  • S&P500

    4.482,19
    +1,49 (+0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.826,82
    +12,43 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.027,48
    +10,99 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    24.667,85
    -365,36 (-1,46%)
     
  • NIKKEI

    30.323,34
    -188,37 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    15.516,75
    +12,75 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1971
    +0,0011 (+0,02%)
     

Escassez de matéria-prima atinge de azeitona a chip

·1 minuto de leitura
Process of production of pills, tablets. Industrial pharmaceutical concept. Factory equipment and machine. Steel. 3d rendering
Produção de embalagens, carros e até mesmo materiais da área da saúde são afetados pela falta de suprimento (Getty Image)
  • Empresas estão com dificuldade de encontrar itens para a fabricação de produtos

  • Pandemia e aumento na demanda de transportes influenciou no problema

  • Desabastecimento pode encarecer produtos e gerar falta de insumos básicos

Vidro de azeitona transparente é coisa do passado. Com a falta de matéria prima para produzir a embalagem translúcida, a Rivoli, tradicional marca do fruto das oliveiras, migrou para a embalagem verde, colocando no rótulo desenhos do produto.

Leia também:

Longe de ser uma exclusividade das embalagens de azeitonas, a escassez de insumos se tornou um problema recorrente em indústrias de diferentes setores ao redor do mundo. Pela falta de chips de computador, a Toyota anunciou vai reduzir em 40% sua produção de carros. Outras fábricas de automóveis também estão diminuindo as operações por falta de peças de metal e plástico.

A falta de produtos afeta até mesmo o setor da saúde. Na Grã-Bretanha, o Serviço Nacional de Saúde informou que deve adiar exames de sangue pela falta de equipamentos para realizar a coleta. Essa é a pior escassez de peças da história britânica.

Dois fatores foram cruciais para criar a situação de desabastecimento: isolamento social e aumento na demanda de entregas de produtos. Com as restrições de funcionamento, empresas e indústrias diminuíram o ritmo de produção em alguns setores. Ao mesmo tempo, enquanto as pessoas ficavam em casa, crescia o número de compras a domicílio, sobrecarregando as transportadoras.

Se o suprimentos de materiais não voltar a atender todas as demandas, a perspectiva é que os preços de produtos aumente ainda mais, além de gerar a falta de itens essenciais nas prateleiras de lojas e supermercados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos