Mercado abrirá em 3 h 9 min
  • BOVESPA

    107.249,04
    -1.819,51 (-1,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.078,70
    +352,74 (+0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,91
    +0,45 (+0,63%)
     
  • OURO

    1.803,30
    +1,80 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    17.208,25
    +377,52 (+2,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    405,79
    +11,10 (+2,81%)
     
  • S&P500

    3.963,51
    +29,59 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    33.781,48
    +183,56 (+0,55%)
     
  • FTSE

    7.459,78
    -12,39 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    19.900,87
    +450,64 (+2,32%)
     
  • NIKKEI

    27.901,01
    +326,58 (+1,18%)
     
  • NASDAQ

    11.686,75
    +41,25 (+0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5314
    +0,0308 (+0,56%)
     

Errou o Pix igual a Globo? Saiba o que fazer

Homem do Rio de Janeiro recebeu o valor por meio de uma transferência errada. Saiba o que como agir caso faça um PIX errado. (Rafael Henrique/ Getty Images)
Homem do Rio de Janeiro recebeu o valor por meio de uma transferência errada. Saiba o que como agir caso faça um PIX errado. (Rafael Henrique/ Getty Images)
  • Globo transferiu R$ 318 mil por meio de um PIX para o destinatário errado;

  • O BC possui um protocolo para situações de fraude e erro dos sistemas bancários;

  • Pessoas e empresas devem entrar em contato com os bancos envolvidos para reaver os valores.

No começo do mês de fevereiro deste ano veio a tona o caso de erro de transferência bancária da Tv Globo a uma pessoa física. Por engano nos dados bancários, a emissora carioca fez um PIX de R$ 318 mil para um homem no mês de dezembro. Com o saldo na conta o homem não pensou duas vezes e comprou uma casa com o dinheiro.

Nesta terça-feira (22/02) o juiz titular da 3ª Vara Cível do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), Luiz Felipe Negrão, bloqueou a compra do imóvel, ao entender que o homem se apropriou do dinheiro de não o pertencia. Para que esta situação não aconteça com você, saiba como agir caso faça um Pix para o destinatário errado.

Leia Mais:

Lançado em novembro de 2020 pelo BC (Banco Central), o PIX conta desde novembro do ano passado com o MED (Mecanismo Especial de Devolução), uma série de procedimentos e normas que os bancos devem seguir caso uma transação seja feita de forma indevida

Por meio do MED o dinheiro é devolvido ao remetente de forma mais ágil caso encontre-se uma falha de sistema ou fraude bancária. Erros no preenchimento das informações do PIX e envio ao destinatário errado não se enquadram no propósito do MED.

O que fazer?

Caso o PIX seja oriundo de alguma fraude ou erro de sistema, o cliente deve entrar em contato com o banco em até 80 dias para reaver o valor. Os bancos e instituições financeiras têm até 72 horas para devolução e o valor é estornado em até 24 horas ao cliente, após a aprovação do procedimento.

Em situações de envio errado de dinheiro, o usuário deve entrar em contato imediatamente com o seu banco e consultar as informações do destinatário do valor. Com as informações de quem recebeu em mãos, o cliente deve entrar com a instituição destino do valor e conversar.

Se você receber um valor em sua conta que não reconheça informe imediatamente a sua instituição financeira.