Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.786,43
    +113,67 (+0,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.298,20
    -104,50 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,25
    +0,38 (+0,45%)
     
  • OURO

    1.783,20
    -1,70 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    66.009,34
    +2.023,95 (+3,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.538,50
    +57,70 (+3,90%)
     
  • S&P500

    4.536,19
    +16,56 (+0,37%)
     
  • DOW JONES

    35.609,34
    +152,03 (+0,43%)
     
  • FTSE

    7.223,10
    +5,57 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.349,50
    -28,00 (-0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5196
    +0,0234 (+0,36%)
     

Equipe russa de filmagem chega à Estação Espacial Internacional

·3 minuto de leitura

Nesta terça-feira (5), a Rússia lançou a missão Soyuz MS-19, levando três tripulantes à Estação Espacial Internacional (ISS). A bordo da nave, estavam a atriz Yulia Peresild, o diretor Klim Shipenko e o cosmonauta veterano Anton Shkaplerov, que vão gravar o filme O Desafio na estação orbital, enquanto o cosmonauta Anton Shkaplerov ficará na estação durante uma missão de seis meses. O lançamento aconteceu às 05h55 (horário local) com um foguete Soyuz 2.1a.

A acoplagem aconteceu às 9h22 e, então, começaram os procedimentos de abertura das escotilhas entre as duas naves, incluindo checagens de pressurização e de vazamentos. Peresild, Shipenko e Shkaplerov se juntam aos tripulantes da Expedição 65, que conta com astronautas da Agência Espacial Europeia, NASA, a agência espacial japonesa JAXA e Roscosmos. Agora, Pereslid e Shipenko devem passar 12 dias na estação para as gravações, que devem resultar em até 40 minutos de cenas filmadas na ISS.

O "elenco" da produção contará também com Pyotr Dubrov e Oleg Novitskiy, cosmonautas que vão dar uma pausa em suas atividades para fazer breves participações nas filmagens, e o astronauta Mark Vande Hei, da NASA, deverá dar assistência à produção. De acordo com informações já divulgadas sobre o longa, o filme irá abordar a história de um cosmonauta russo que sofreu uma parada cardíaca durante um spacewalk, que precisará de uma cirurgia de emergência antes de voltar à Terra. Assim, Pereslid irá interpretar a médica encarregada responsável pelo procedimento.

Devido às gravações de O Desafio, a atriz e o diretor se tornaram os primeiros cidadãos civis da Rússia a ir para o espaço — eles tiveram um treinamento de apenas cinco meses para a empreitada. Dmitry Rogozin, diretor da Roscosmos, afirmou à mídia do país que o filme e o voo "são um experimento para ver se a Roscosmos consegue preparar duas pessoas comuns para voar em dois ou três meses". Pelo menos na teoria, o período reduzido pode ser suficiente para proporcionar respostas rápidas em caso de emergência no espaço e ampliar o acesso àqueles que não podem custear períodos mais longos treinando.

Ao fim das filmagens, Pereslid e Shipenko vão retornar para a Terra no dia 17 de outubro a bordo de uma nave Soyuz MS-18, acompanhados pelo comandante Oleg Novitskiy. Enquanto isso, Pyotr Dubrov e Mark Vande Hei vão ocupar os assentos da nave Soyuz MS-19, para retornar no fim de março de 2022 — e, por isso, Dubrov e Vande Hei vão ficar no espaço por aproximadamente 353 dias, período que irá conferir ao astronauta da NASA o título de voo espacial mais longo já realizado por um norte-americano.

Segundo informações da NASA publicadas por volta das 13h30, o trio da Rússia chegou à ISS em segurança e já se juntou aos astronautas que estão por lá. Agora, somados aos outros sete tripulantes da Expedição 65, a Estação Espacial Internacional comporta 10 pessoas a bordo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos