Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.909,61
    +2.127,46 (+1,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.174,06
    -907,27 (-1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,71
    +0,51 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.762,40
    -1,30 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    16.461,52
    +254,24 (+1,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    389,69
    +0,96 (+0,25%)
     
  • S&P500

    3.957,63
    -6,31 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    33.852,53
    +3,07 (+0,01%)
     
  • FTSE

    7.512,00
    +37,98 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    18.204,68
    +906,74 (+5,24%)
     
  • NIKKEI

    28.027,84
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    11.500,50
    -24,25 (-0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4518
    -0,0974 (-1,76%)
     

Equipe de Lula vai tentar barrar privatização dos Correios

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 12.03.2018 - Fachada de agência dos Correios na Vila Leopoldina, em SP. (Foto: Robson Ventura/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 12.03.2018 - Fachada de agência dos Correios na Vila Leopoldina, em SP. (Foto: Robson Ventura/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A equipe de transição do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), vai propor barrar o processo de privatização dos Correios.

"Nossa ideia é recomendar tirar, acabar com essa história de privatizar os Correios. Acho que a gente antevê o que o presidente pensa sobre isso", disse nesta sexta-feira (18) Paulo Bernardo, ex-ministro das Comunicações e membro da transição.

O projeto que abre caminho para a privatização dos Correios foi aprovado pela Câmara dos Deputados em agosto de 2021 por 286 votos a favor e 173 contrários. Desde então, está parado no Senado —atualmente, aguarda apreciação pela Comissão de Assuntos Econômicos.

Bernardo disse que o grupo técnico sobre as comunicações marcou uma reunião com integrantes dos Correios para a próxima semana.

"Achamos que [barrar o processo de privatização] deveria ser feito logo na saída. Não decidimos, vamos apontar rumos. Nesse caso acho que haver coincidência, governo vai querer", disse o ex-ministro.

Lula já prometeu barrar a privatização dos Correios.

Bernardo disse que a equipe de transição também deve sugerir separar os canais da EBC que tratam da comunicação pública e de governo.

Para privatizar os Correios, o governo precisaria primeiro do aval do Congresso para que serviços postais, prestados hoje pelos Correios em regime de monopólio, sejam explorados pela iniciativa privada.

O objetivo do projeto em análise pelo Congresso é eliminar a restrição de entrada de empresas no setor, ampliando a competição. Hoje, os Correios têm o monopólio do envio de cartas, telegramas e outras mensagens.

Se o projeto for aprovado pelo Legislativo e sancionado, o governo então fica autorizado a conceder a atividade postal à iniciativa privada. Com isso, o Executivo dará início ao processo de estudo para o edital da concessão, que transferirá as atividades dos Correios para o setor privado.