Mercado abrirá em 6 h 16 min
  • BOVESPA

    113.583,01
    +300,34 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.598,53
    +492,82 (+0,96%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,61
    +1,16 (+1,54%)
     
  • OURO

    1.743,50
    -8,50 (-0,49%)
     
  • BTC-USD

    42.290,56
    -1.813,34 (-4,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.046,73
    -54,79 (-4,97%)
     
  • S&P500

    4.443,11
    -12,37 (-0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.869,37
    +71,37 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.063,40
    +11,92 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    24.567,21
    +358,43 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    15.096,00
    -98,75 (-0,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2869
    -0,0199 (-0,32%)
     

Epic Games vai recorrer contra decisão a favor da Apple

·2 minuto de leitura
A Epic Games entrou com um recurso contra a decisão de sexta-feira (10) em seu processo contra a Apple, pedindo a um tribunal superior para reexaminar o caso e anular a decisão do juiz. (REUTERS/Dado Ruvic/Illustration)
  • Epic Games e Apple estão travando batalha judicial nos Estados Unidos

  • Plataforma de pagamento da companhia de tecnologia é o tema da discussão

  • Empresa de games quer seguir com a briga judicial

A Epic Games entrou com um recurso contra a decisão de sexta-feira (10) em seu processo contra a Apple, pedindo a um tribunal superior para reexaminar o caso e anular a decisão do juiz.

“Fica por meio deste aviso que a Epic Games, Inc .... apela ao Tribunal de Apelações dos Estados Unidos para o Nono Circuito da sentença final proferida em 10 de setembro de 2021”, diz o documento. Poucos detalhes são fornecidos sobre a base legal para o recurso da Epic, mas é provável que continue a pressionar sobre as alegações antitruste federais rejeitadas pelo tribunal.

Leia também:

No julgamento, a Epic argumentou que a Apple tinha o monopólio pela forma como exige que os desenvolvedores usem seu sistema de pagamentos para compras no jogo. Porém, a juíza Yvonne Gonzalez Rogers decidiu que a Epic deveria pagar indenização à Apple por violar as regras em torno de seu sistema de compra no aplicativo, enquanto desfazia as regras mais restritivas da companhia de Tim Cook sobre direcionar os clientes a sistemas de pagamento alternativos.

A juíza concluiu que a Epic falhou em provar que a Apple age como monopólio no mercado de jogos para celular. “A evidência sugere que a Apple está perto do precipício de poder de mercado substancial, ou poder de monopólio, com sua participação de mercado considerável”, escreveu o juiz Rogers - mas disse que as alegações antitruste falharam em parte “porque [Epic] não se concentrou neste tópico”.

A Epic também perdeu diretamente cerca de US $ 3,6 milhões, que deve pagar à Apple. Isso porque a Epic obteve cerca de US $ 12,2 milhões em receita com o mecanismo de pagamento direto que injetou no Fortnite contra as regras da Apple, e Gonzalez Rogers decidiu que a Apple merece sua redução de 30 por cento desse dinheiro.

Indiretamente, você pode argumentar que a Epic também perdeu seu investimento considerável para tornar este processo um sucesso - não apenas taxas legais, que não recuperará, mas potencialmente centenas de milhões de dólares de pessoas que estariam jogando Fortnite no iOS se não para sua remoção da App Store. Em seus primeiros dois anos, o jogo fez $ 614 milhões apenas no iOS, de acordo com os registros da Epic - $ 52,7 milhões disso no quarto trimestre de 2019.

Depois que Fortnite foi removido da App Store, é possível que as pessoas que já instalaram o jogo continuassem fazendo compras, mas é improvável que o fizessem em grande escala: jogadores do Fortnite no hardware da Apple perderam cross-play, acesso a novos eventos e coisas novas para comprar em agosto de 2020, quando o jogo efetivamente se dividiu em dois.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos