Mercado fechado

Epic Games Store reforça intenção de encarar Apple e Google no mercado mobile

Wagner Wakka

A Epic Games ainda mantém a intenção de levar a sua loja de jogos, a Epic Game Store, para plataformas mobile, a começar pelo Android. O CEO da empresa, Tim Sweeney, disse nesta semana, em evento digital do Gamespot, que o próximo passo da companhia é entrar no sistema operacional do Google.

“Gostaríamos de levar a loja para iOS no futuro e vamos levar para Android. Acredito que seja uma boa forma de ajudar a indústria a avançar. Esta é outra forma pela qual a Epic, como uma desenvolvedora de jogos, construiu sua audiência em torno de Fortnite — aprendendo a gerenciar uma plataforma de distribuição para PC e Android”, comentou.

Este é um desejo antigo da empresa. No final de 2018, a Epic informou que a sua loja chegaria primeiro aos PCs e depois para plataformas mobile. Contudo, o assunto ficou adormecido com as dificuldades da estreia nos computadores.

Balanço no mercado 

A entrada da Epic no oligopólio das lojas virtuais da Apple e do Google pode ajudar a ressuscitar um debate já antigo do meio. A empresa de Sweeney não concorda com a fatia de 30% que ambas as gigantes atualmente cobram para que aplicativos e games possam estar em seus serviços.

A Epic Games Store no PC, por exemplo, exige do desenvolvedor apenas 12% de taxa operacional, contra 30% do Steam, da Valve. Caso leve o mesmo modelo para as plataformas mobile, pode reacender críticas dos desenvolvedores sobre as tarifas da Apple e do Google.

No final de 2019, a companhia de Sweeney já atualizou o aplicativo de Fortnite no Android, transformando o programa em um launcher oficial da Epic e mostrando mais um passo em direção ao lançamento oficial. Contudo, o mesmo ainda não foi feito para iOS.

O CEO ainda não deu uma data para quando isso vai acontecer.

Fonte: Canaltech