Mercado fechado

Entidades de saúde denunciam falta de sedativos para pacientes entubados

Beth Koike

“Problema nos preocupa muito”, disse o presidente da Confederação Nacional da Saúde Os hospitais públicos e privados do país estão registrando falta de sedativos e relaxantes musculares para serem usados em pacientes de covid-19 que precisam ser entubados.

“É um problema que nos preocupa muito. Após reclamações de nossos associados, fomos procurar os fornecedores da indústria farmacêutica que nos confirmaram a dificuldade de importar insumos desses medicamentos. Estamos estimulando a Anvisa a tomar as medidas cabíveis”, disse Breno Monteiro, presidente da Confederação Nacional da Saúde (CNSaúde).

O Conselho Regional de Medicina do Estado de Minas Gerais (CRM-MG) emitiu um comunicado informando que há falta de anestésicos no mercado, tanto na rede pública quanto na privada.

“A redução e, consequentemente, a falta desses medicamentos podem impedir o adequado acesso dos médicos às vias respiratórias e a manutenção da ventilação mecânica de pacientes, aumentando a mortalidade dos portadores de covid-10 que apresentam quadro de insufiência respiratória grave”, informa CRM-MG em comunicado.