Mercado abrirá em 7 h 2 min
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.686,03
    -112,35 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,57
    +0,13 (+0,16%)
     
  • OURO

    1.775,50
    +9,80 (+0,56%)
     
  • BTC-USD

    62.433,48
    +116,66 (+0,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.459,72
    +8,08 (+0,56%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.203,83
    -30,20 (-0,42%)
     
  • HANG SENG

    25.708,52
    +298,77 (+1,18%)
     
  • NIKKEI

    29.208,42
    +182,96 (+0,63%)
     
  • NASDAQ

    15.287,75
    -2,75 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4109
    +0,0194 (+0,30%)
     

Entidade prevê o maior número de vagas temporárias para o Natal em 8 anos

·1 minuto de leitura
Foto: Getty Images.
Foto: Getty Images.
  • Segundo a CNC, o Natal de 2021 será o melhor em criação de vagas temporárias em oito anos;

  • Ofertas de empregos vêm em momento no qual milhões de pessoas estão desempregadas no país;

  • A entidade prevê 94,2 mil vagas de empregos temporárias; São Paulo tem a maior fatia.

Quem está à procura de um emprego, mesmo que temporário, poderá encontrar sua oportunidade em breve. De acordo com a Confederação Nacional do Comércio (CNC), há previsão de que o Natal deste ano seja o melhor dos últimos oito anos em criação de vagas temporárias. Atualmente, milhões de pessoas integram os altos índices de desemprego no país.

A CNC estima que 94,2 mil trabalhadores serão contratados para atender o aumento sazonal das vendas relacionadas aos períodos festivos de fim de ano.

Leia também:

O órgão também prevê o crescimento de 3,8% nas vendas natalinas, quando comparado ao mesmo período de 2020. De acordo com a CNC, o motivo do aumento seria o avanço da vacinação e, portanto, uma maior circulação de consumidores.

Em 2020, o período do Natal abriu apenas 68,3 mil vagas temporárias, menor número nos cinco anos anteriores.

As regiões que concentrarão maior quantidade de oferta de vagas são São Paulo, com 25,55 mil, Minas Gerais, ofertando 10,67 mil, Rio de Janeiro, proporcionando 7,63 mil, e Paraná, que terá 7,19 mil oportunidades. Todos esses Estados concentrarão mais de 54% do total de vagas do país.

A maior absorção dessas vagas de emprego deve acontecer nos ramos de vestuário e supermercados.

As informações são da CNN Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos