Mercado fechado

Entenda por que você não deve emprestar seu cartão de crédito

Pixabay

Pedir um cartão de crédito emprestado é mais comum do que muita gente imagina. De acordo com o Serviço de Proteção ao Crédito, o SPC Brasil, 26% dos brasileiros já perguntaram a alguém se poderiam pegar o cartão emprestado. A prática, no entanto, pode ser bastante prejudicial a quem empresta. Entenda por quê:

Nome

Emprestar seu cartão de crédito é semelhante a emprestar seu nome, porque, em caso de não pagamento da fatura, o nome do titular é que será enviado ao SPC e, consequentemente, aparecerá na lista de inadimplentes. Isso pode dificultar, por exemplo, na hora de comprar itens ou obter empréstimos e financiamentos.

Juros

Caso o dono da dívida atrase um pagamento, os juros altos do cartão serão cobrados, podendo até ultrapassar o valor total da despesa em poucos meses. Na pior das hipóteses, quem arca com essa dívida é quem possui o cartão.

Limite comprometido

O valor total da compra será descontado de seu limite, que pode acabar fazendo falta se você precisar comprar algo que custe mais caro. Será preciso quitar as parcelas para voltar a contar com o valor total.

Imposto de renda

Grandes movimentações financeiras e que não tenham compatibilidade com a renda do consumidor podem atrair a atenção da Receita Federal, deixando a pessoa na “malha fina”. Será preciso explicar a origem do dinheiro para não pagar multas.