Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,96 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,60 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    -0,56 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    21.265,23
    +79,34 (+0,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,28 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,16 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,77 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    -7,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Entenda por que um bilionário passou 17 dias plantando grão-de-bico no espaço

O bilionário participou de uma expedição para monitorar o cultivo de alimentos no espaço (Getty Image)
O bilionário participou de uma expedição para monitorar o cultivo de alimentos no espaço (Getty Image)
  • Bilionário quis fazer experimentos com alimentos no espaço

  • Viagens espaciais têm como objetivo encontrar soluções para salvar o planeta da fome

  • Falta de gravidade fora da Terra é um desafio para o cultivo de alimentos

Não é novidade que as mudanças climáticas desafiam a disponibilidade de alimentos e água. Com o aumento na população global, a corrida continua para encontrar maneiras melhores e mais eficientes de acessar esses recursos e salvar o planeta da fome.

Até 2030, a população global precisará de 35% mais alimentos, 40% mais água e 50% mais energia do que consome hoje, de acordo com um relatório da PwC.

Uma das soluções para esse problema pode estar na corrida espacial. Sabendo que os suprimentos podem acabar na Terra, cientistas, empresários e bilionários estão olhando para os céus em busca de soluções rápidas e eficientes.

Isso é parte do que Eytan Stibbe, um bilionário de 64 anos e ex-piloto de caça da Força Aérea de Israel, se propôs a fazer em 8 de abril de 2022, quando foi lançado ao espaço no SpaceX Dragon com três colegas astronautas e foi para a Estação Espacial Internacional.

Ao contrário de outros bilionários que recentemente fizeram viagens espaciais para promover negócios, a viagem de Stibbe, a missão do ricaço era realizar mais de 30 experimentos nas áreas de radiação, óptica e comunicações. Além disso, ele tinha uma outra tarefa bem específica: investigar se é possível cultivar células de carne no espaço e grão-de-bico em condições de gravidade zero.

O problema da falta de gravidade

O experimento explorou se as células da carne podem proliferar e duplicar em condições de microgravidade A segunda parte dos testes analisou o potencial dessas células para se diferenciarem e se tornarem as funcionais na construção de tecido muscular.

Outro experimento que Stibbe realizou foi cultivar grão-de-bico fora da Terra. O alimento é considerado uma “potência nutricional”, pois contém todos os nove aminoácidos essenciais que ajudam nosso corpo a funcionar adequadamente.

A escolha de um gel em vez de solo foi feita em reconhecimento à crescente escassez de recursos do solo na Terra e no espaço. A equipe então plantou 28 grãos-de-bico cuidadosamente selecionados para observar o crescimento do cultivo.

Os viajantes observaram que o alimento cresce de uma forma diferente. Por causa da falta de gravidade, os brotos não conseguem descobrir qual caminho crescer, enquanto na Terra eles se desenvolveriam verticalmente. “Parece que o grão-de-bico realmente depende da gravidade para saber em que direção seguir”, disse o condutor da análise.

Para realizar os testes, Stibbe passou 17 dias no espaço, 15 dos quais a bordo da ISS. Após a viagem, os cientistas estão analisando as células cultivadas em microgravidade com aquelas cultivadas na Terra.

Em entrevista com o jornalista Peter Ward, para a Fortune, ele disse que colocar os experimentos no centro do propósito ajudou a obter apoio público e tornou a missão “mais palatável” para a opinião pública.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos