Mercado fechará em 5 mins
  • BOVESPA

    111.896,64
    +6,76 (+0,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.502,44
    +359,44 (+0,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    115,08
    +0,99 (+0,87%)
     
  • OURO

    1.857,40
    +3,50 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    28.856,71
    -598,63 (-2,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    625,02
    -4,48 (-0,71%)
     
  • S&P500

    4.150,60
    +92,76 (+2,29%)
     
  • DOW JONES

    33.155,65
    +518,46 (+1,59%)
     
  • FTSE

    7.585,46
    +20,54 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    20.697,36
    +581,16 (+2,89%)
     
  • NIKKEI

    26.781,68
    +176,84 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.639,50
    +360,25 (+2,93%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0843
    -0,0337 (-0,66%)
     

Entenda o que é o Wi-Fi 6, novo padrão de conectividade sem fio

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Wi-Fi 6 trará maior velocidade e menor latência nas redes privadas
Wi-Fi 6 trará maior velocidade e menor latência nas redes privadas
  • Avanços do 5G em velocidade e latência são equiparáveis aos sentidos pela nova versão do Wi-Fi;

  • Wi-Fi 6 terá suporte à especificação OFDMA, capaz de subdividir canais em até 30 dispositivos;

  • Juntas, tecnologias 5G e Wi-Fi 6 trarão maior integração da Internet das Coisas.

Há uns anos, o Wi-Fi 6 vem sendo declarado como o futuro da conectividade sem fio no mundo. Acontece que o futuro chegou e, devido toda comoção com o início da implementação do 5G no Brasil, pouca atenção se deu à adoção do Wi-Fi 6.

Para começar, antes é preciso distinguir entre os modos de conectividade, ou seja, a diferença entre o Wi-Fi 6 e a tecnologia 5G. A verdade é que ambos irão coexistir e terão usos distintos. Em termos de semelhança, as duas tecnologias trarão baixas latências e altas velocidades ao usuário, além de ter uma maior capacidade de usuários.

No entanto, diferentemente do 5G, o Wi-Fi 6 consiste em uma rede privada, destinada a pessoas, empresas e instituições. Ou seja, o Wi-Fi 6 trará os mesmos benefícios que o 5G trará para a Internet das Coisas no ambiente público, como na operação de carros inteligentes, só que para um local privado, como a rede de um hospital, que precisa de conexões entre pessoas, sistemas e aparelhos para funcionar.

Em comparação ao Wi-Fi 5, a nova versão terá suporte à especificação OFDMA (Orthogonal Frequency Division Multiple Access), capaz de subdividir canais em até 30 dispositivos de modo a melhorar a eficiência das conexões. A tecnologia é capaz também de analisar o uso de cada aparelho e decidir quanto de banda separar.

Isto é, se alguém está vendo um filme através de um serviço de streaming, e a outra pessoa só está navegando nas redes sociais, o roteador será capaz de identificar um maior uso da rede pela primeira pessoa e adaptar a distribuição da rede de acordo.

As redes Wi-Fi 6 também poderão chegar a velocidades de até 9,6 Gb/s, um grande aumento aos 6,9 Gb/s do Wi-Fi 5. Por fim, um dos maiores destaques da nova versão é a possibilidade de utilizar até oito fluxos MU-MIMO (Multi User MIMO), tecnologia que permite ao roteador transmitir internet ao mesmo tempo para mais de um aparelho, em vez de alternadamente. A versão 5 só era capaz de oferecer 4 fluxos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos