Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.451,20
    +74,85 (+0,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.442,21
    +436,10 (+0,97%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,28
    +0,13 (+0,16%)
     
  • OURO

    1.666,00
    -4,00 (-0,24%)
     
  • BTC-USD

    19.519,52
    +526,80 (+2,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    446,20
    +17,42 (+4,06%)
     
  • S&P500

    3.719,04
    +71,75 (+1,97%)
     
  • DOW JONES

    29.683,74
    +548,75 (+1,88%)
     
  • FTSE

    7.005,39
    +20,80 (+0,30%)
     
  • HANG SENG

    17.250,88
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    26.370,57
    +196,59 (+0,75%)
     
  • NASDAQ

    11.538,50
    -17,25 (-0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2131
    -0,0195 (-0,37%)
     

Entenda o que é suicídio assistido, método escolhido por Jean-Luc Godard

Na última terça-feira (13), o cineasta Jean-Luc Godard morreu através de um suicídio assistido. Trata-se de um recurso legal na Suíça. O método envolve uma injeção de dosagem única e letal prescrita por um médico e com aplicação pelo próprio paciente ou através da ajuda de um terceiro.

Ao jornal francês Libération, a família do cineasta declarou que ele não estava doente, mas "esgotado", e que a morte foi sua decisão.

Jean-Luc Godard foi uma figura-chave na Nouvelle Vague, movimento que revolucionou o cinema no final dos anos 1950 e 1960. O primeiro longa-metragem de Godard, Acossado (À bout de souffle), é até hoje considerado um grande clássico.

Entre seus trabalhos notáveis estão a trilogia do sublime, composta dos filmes Paixão (1982), Carmen de Godard (1983) e Eu vos saúdo, Maria (1985). Durante sua carreira, o cineasta foi premiado com um César honorário em 1987 e 1998, e recebeu um Oscar honorário em 2010.

Já em 2014, com seus 84 anos, Godard cogitava o suicídio assistido, uma vez que já tinha idade suficiente para buscar o recurso. Na época, declarou publicamente que não estava disposto a "perseguir a vida com força total", mas que a "morte escolhida" ainda era "uma decisão muito difícil."

O que é suicídio assistido?

No suicídio assistido, o médico prescreve uma substância letal, que é administrada pelo próprio paciente (Imagem: Raghavendra V. Konkathi/Unsplash)
No suicídio assistido, o médico prescreve uma substância letal, que é administrada pelo próprio paciente (Imagem: Raghavendra V. Konkathi/Unsplash)

No suicídio assistido, é essencial que o paciente tenha autonomia para decidir, o que não se aplica a casos como a eutanásia, por exemplo. A prática é autorizada para pacientes com grande sofrimento físico ou psíquico, desde que haja indicação médica.

Basicamente, o médico prescreve uma substância letal, que é administrada pelo próprio paciente. Mas, para ter acesso ao procedimento, é feita toda uma análise de documentos, como prontuário do paciente e laudos médicos.

Recentemente, o ator Alain Delon, que trabalhou com Godard em 1990, também anunciou o desejo de fazer recurso ao suicídio assistido. Alain vem se recuperando de um duplo AVC sofrido em 2019. Embora seu estado de saúde seja considerado bom, ele pediu para que seus familiares organizassem todo o processo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: