Mercado abrirá em 4 h 6 min
  • BOVESPA

    95.368,76
    -4.236,78 (-4,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    37.393,71
    -607,60 (-1,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    37,32
    -0,07 (-0,19%)
     
  • OURO

    1.882,10
    +2,90 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    13.163,23
    -78,73 (-0,59%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,60
    -12,09 (-4,43%)
     
  • S&P500

    3.271,03
    -119,65 (-3,53%)
     
  • DOW JONES

    26.519,95
    -943,24 (-3,43%)
     
  • FTSE

    5.582,80
    -146,19 (-2,55%)
     
  • HANG SENG

    24.569,84
    -138,96 (-0,56%)
     
  • NIKKEI

    23.331,94
    -86,57 (-0,37%)
     
  • NASDAQ

    11.229,00
    +96,25 (+0,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7368
    +0,0024 (+0,04%)
     

Enola Holmes é sessão da tarde em tempos de Netflix

Thiago Romariz
·3 minutos de leitura
Foto: Divulgação/Netflix
Foto: Divulgação/Netflix

Enquanto procura a atenção do circuito de premiação com filmes como Destacamento Blood, Mank e Os 7 de Chicago, a Netflix não deixa de caçar a sua franquia de filmes que ficará no mesmo patamar de séries como Orange is The New Black, House of Cards ou Stranger Things.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

A mais nova tentativa é Enola Holmes, aventura protagonizada pela estrela maior da empresa, Millie Bobby Brown, que aqui vive a irmã mais nova de Sherlock e sai em busca da própria identidade em uma Londres suja e berço de mudanças políticas.

Leia também

A iniciativa dá certo, muito mais certo do que outras empreitadas da Netflix no mundo de aventuras e fantasia, como as séries The Witcher ou Cursed; e mesmo filmes como The Old Guard. E muito disso se deve ao fato do elenco ter se encaixado muito bem na proposta da adaptação.

Brown encarna uma Enola carismática e que abusa da quebra de quarta parede para criar empatia com o público; ainda que exagere do recurso, possivelmente inspirado em Flebag, obra de maior sucesso do diretor, nada parece fora do lugar no filme.

A dupla Mycroft e Sherlock segue o mesmo ritmo de Enola, formando assim um trio que ainda deve figurar outras vezes em filmes da Netflix.

Não é somente a química que se destaca. O ritmo aventuresco mesclado com o pano de fundo político faz tudo se tornar mais divertido, pois a jornada de crescimento de Enola passa 100% pelo fato da Inglaterra permitir mulheres a votar.

Eu escrevendo aqui parece que isso é tema central do filme, mas não, é uma discussão que percorre a evolução da protagonista e ressoa com as discussões atuais, tão relevantes e cruciais para uma audiência mais jovem.

E devido a essa mistura de aventura juvenil, roteiro didático, carisma da protagonista e um cenário consciente do ambiente cultural e político que vivemos, Enola Holmes é um perfeito exemplo de evolução da famosa Sessão da Tarde.

O marketing foca na estética 'scrapbook' de sucessos como Para Todos os Garotos que Já Amei, o elenco une rostos conhecidos e até o formato da narrativa emula outros sucessos da TV. É, sim, um pacote de repetecos de modelos quase desgastados. Isso, porém, não impede o filme de divertir e se prontificar a conversar sobre a importância do protagonismo feminino.

———

*Thiago Romariz é jornalista, professor, criador de conteúdo e atualmente head de conteúdo e PR do EBANX. Omelete, The Enemy, CCXP, RP1 Comunicação, Capitare, RedeTV, ESPN Brasil e Correio Braziliense são algumas das empresas no currículo. Em 2019, foi eleito pelo LinkedIn como um dos profissionais de destaque no Brasil no prêmio Top Voice.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube