Mercado fechará em 5 h 13 min

Engie Brasil lucra com maior preço de venda de energia, aprova crédito de dividendos

Logo da Engie

SÃO PAULO (Reuters) - A Engie Brasil Energia obteve um lucro líquido ajustado de 710 milhões de reais no terceiro trimestre deste ano, cifra 17,2% superior que a verificada um ano antes, segundo balanço publicado nesta terça-feira.

O desempenho positivo, segundo a elétrica, refletiu um crescimento orgânico, com mais energia disponível para venda a partir de seus complexos eólicos e solares, além de preços médios mais elevados.

Entre julho e setembro, o preço médio dos contratos de venda de energia, líquido dos tributos sobre a receita e das operações de trading, foi de 224,80 reais por megawatt-hora (MWh), 8% superior na comparação anual, informou a Engie.

Já a quantidade de energia vendida em contratos, líquida de operações de trading, subiu para 4.278 MW médios, 9,3% acima do registrado há um ano. Os volumes de capacidade comercial descontratada da Engie caíram, em média, 88 MW médios de 2023 a 2026.

O lucro trimestral também foi beneficiado por uma desaceleração inflacionária sobre empréstimos, financiamentos, debêntures e concessões a pagar.

O indicador ajustado exclui o impacto de um impairment (baixa contábil) relacionado à venda da usina termelétrica Pampa Sul. O contrato para venda do ativo, o último a carvão do portfólio da Engie no país, foi assinado em setembro com fundos da Starboard e Perfin.

No trimestre, o Ebitda ajustado da elétrica atingiu 1,4 bilhão de reais, queda de 15,7% na base anual, enquanto a receita líquida operacional alcançou 2,7 bilhões de reais, um recuo de 18,9%.

Esse desempenho foi afetado principalmente por uma menor receita de construção das linhas de transmissão devido ao avanço das obras da companhia.

Junto do balanço, a companhia anunciou que seu conselho de administração aprovou um crédito de dividendos intercalares complementares no valor de 472,8 milhões de reais, atingindo 100% do "payout" para o primeiro semestre de 2022.

Os proventos serão pagos em data a ser definida pela diretoria-executiva, acrescentou a elétrica.

(Por Letícia Fucuchima)