Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.247,15
    -2.542,18 (-2,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.394,03
    -1.070,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,05
    -0,54 (-0,49%)
     
  • OURO

    1.814,80
    -1,10 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    29.035,91
    -1.270,52 (-4,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,57
    -20,11 (-3,00%)
     
  • S&P500

    3.923,68
    -165,17 (-4,04%)
     
  • DOW JONES

    31.490,07
    -1.164,52 (-3,57%)
     
  • FTSE

    7.438,09
    -80,26 (-1,07%)
     
  • HANG SENG

    20.644,28
    +41,76 (+0,20%)
     
  • NIKKEI

    26.911,20
    +251,45 (+0,94%)
     
  • NASDAQ

    11.901,00
    -34,50 (-0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2218
    +0,0114 (+0,22%)
     

Engenheiro transforma Mi 9 em celular gamer com bateria de 9.900 mAh

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Lançado no início de 2019, o Xiaomi Mi 9 possui especificações que podem ser consideradas defasadas em relação aos celulares topos de linha atuais. Mesmo assim, um novo vídeo no canal Geekerwan mostra um processo de transformação do aparelho, em que ele ganhou mais poder de processamento e bateria.

Sistema de ventilação é alimentado pela bateria do Mi 9 (Imagem: YouTube/Geekerwan)
Sistema de ventilação é alimentado pela bateria do Mi 9 (Imagem: YouTube/Geekerwan)

O dispositivo tem originalmente uma bateria de apenas 3.300 mAh, incompatível com as características de um celular gamer — ou mesmo com os padrões atuais. Por isso, foram instalados três módulos em paralelo, totalizando uma capacidade de 9.900 mAh — maior do que qualquer smartphone disponibilizado atualmente.

Na sequência, o técnico fez o overclock do processador Snapdragon 855 nativo do modelo. Com isso, foi possível obter taxas de quadros maiores em diversos jogos, inclusive os mais recentes.

De acordo com os dados informados, o aparelho modificado foi capaz de rodar títulos como o Genshin Impact a um pico superior a 50 fps — mesmo que ainda não seja comparável aos modelos mais poderosos do mercado, já é uma performance suficiente para que a experiência seja bastante razoável.

O resfriamento interno do dispositivo é um dos aspectos mais importantes entre os abordados no vídeo. Por isso, o engenheiro criou um sistema de circulação de ar com uma ventoinha, cuja velocidade pode ser alterada ao toque de um botão. O componente recebe energia da própria bateria do celular, em que uma voltagem de 5V é regulada por uma placa de conversão.

Os novos componentes ocupam o lugar do conjunto de câmeras, que foi retirado por completo do dispositivo. De acordo com o apresentador do vídeo, toda a modificação foi feita com um preço bastante baixo.

Capacidade de 9.900 mAh é obtida com a união de três baterias (Imagem: YouTube/Geekerwan)
Capacidade de 9.900 mAh é obtida com a união de três baterias (Imagem: YouTube/Geekerwan)

Além das mudanças internas, uma impressora 3D ainda foi utilizada para construção de uma capa protetora que substitui a tampa traseira original do dispositivo. Um suporte para controles de Xbox também foi impresso, completando a experiência gamer.

Naturalmente, o Mi 9 modificado não foi pensado para venda, e sim como um experimento divertido. De qualquer forma, é possível imaginar o potencial de diversos celulares que já saíram de linha, e como eles poderiam ser reaproveitados com algum nível de conhecimento técnico.

O vídeo completo pode ser conferido abaixo:

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos