Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.316,16
    -1.861,39 (-1,63%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.774,91
    -389,10 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,38
    -1,63 (-2,01%)
     
  • OURO

    1.927,60
    -2,40 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    23.535,91
    +504,45 (+2,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    526,66
    +9,65 (+1,87%)
     
  • S&P500

    4.070,56
    +10,13 (+0,25%)
     
  • DOW JONES

    33.978,08
    +28,67 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.765,15
    +4,04 (+0,05%)
     
  • HANG SENG

    22.688,90
    +122,12 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    27.382,56
    +19,81 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.221,00
    +114,25 (+0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5462
    +0,0265 (+0,48%)
     

Engenheiro tenta jogar ovo do espaço para pousar na Terra sem quebrar

Você já se perguntou se um ovo resistiria a uma queda livre a altas altitudes? Para descobrir, Mark Rober, ex-engenheiro da NASA, produziu um vídeo que mostra três anos de tentativas de jogar um ovo do alto da estratosfera em direção a um colchão, sem que ele se quebrasse.

Trabalhando junto de colegas do Laboratório de Propulsão a Jato, da NASA, Rober preparou o teste da seguinte forma: eles deixaram o ovo preso a um veículo com formato de foguete equipado com estruturas de direcionamento, e o levaram a cerca de 30 km de altitude com um balão.

O foguete seria liberado em direção a um colchão, seu “alvo”, e iria liberar o ovo quando faltassem 100 m para alcançá-lo. A tarefa não é simples, e eles gravaram os esforços no vídeo abaixo:

Foi necessária uma “jornada” de três anos, marcada por lançamentos suspensos, falhas com GPS e, claro, vários ovos perdidos em nome da ciência. Após os primeiros erros, Rober decidiu entrar em contato com um velho amigo que poderia ajudar no experimento.

O amigo em questão era Adam Steltzner, engenheiro da NASA que trabalhou em diferentes projetos da agência espacial norte-americana — entre eles, está o rover Curiosity, que desceu em segurança à superfície marciana com a ajuda do sistema de pouso criado por ele.

Resumidamente, o sistema contava com um grande paraquedas, aberto quando o Curiosity estava a cerca de 11 km do solo. O paraquedas o desacelerou e, depois, foguetes ajudaram ainda mais na redução de velocidade. O restante da descida aconteceu com a ajuda de cabos e, após o rover tocar o solo, o “guindaste aéreo” caiu a uma distância segura.

O sistema foi usado também para o pouso do rover Perseverance, no ano passado. Nem é preciso dizer que, com a ajuda de alguém tão experiente, a tentativa de lançar o ovo e fazê-lo chegar inteiro ao solo foi um sucesso. "No ano que vem, vamos fazer isso em Marte", já adiantou Rober, na descrição do vídeo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: