Mercado fechará em 6 h 41 min
  • BOVESPA

    121.801,48
    +0,69 (+0,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -0,72 (-0,97%)
     
  • OURO

    1.810,70
    -6,50 (-0,36%)
     
  • BTC-USD

    39.266,30
    -2.224,27 (-5,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    959,64
    +9,74 (+1,03%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,03 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.076,35
    +44,05 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    26.235,80
    +274,77 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    27.781,02
    +497,43 (+1,82%)
     
  • NASDAQ

    15.024,75
    +69,00 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1114
    -0,0766 (-1,24%)
     

Engenheiro de software é confundido com serial killer por algoritmo do Google

·2 minuto de leitura

Ter um nome em comum com outra pessoa é normal, especialmente se o seu sobrenome for muito popular. Tal característica, geralmente, não cria problemas entre os dois indivíduos, apenas o reconhecimento de mais um xará. Entretanto, essa coincidência não foi tão tranquila para um engenheiro que atua em Zurique, centro financeiro da Suíça.

Hristo Georgiev é o nome em comum entre um serial killer búlgaro, conhecido "O Sádico", autor de homicídios e estupros ocorridos entre 1974 e 1980, e o engenheiro de software sênior significativamente mais jovem e sem nenhum envolvimento nos crimes — mas não foi isso que o algoritmo do Google concluiu. Em um e-mail, um antigo colega alertou o programador de que sua foto estava associada ao criminoso.

Sabe aquela imagem que aparece ao lado da descrição sobre algum assunto em especial, como entidades, empresas e famosos, que aparece ao lado da descrição da Wikipédia? Aí estava a foto do engenheiro de software, mas sobre o texto que descrevia o assassino.

A tela de resultados de busca sobre "Hristo Georgiev" (Imagem: Reprodução/Hristo Georgiev)
A tela de resultados de busca sobre "Hristo Georgiev" (Imagem: Reprodução/Hristo Georgiev)

Quando verificou o fato e confirmou sua foto sobre a descrição errada, Georgiev acreditou que se tratava de uma pegadinha, mas estranhou que o artigo da enciclopédia online não apresentava sua foto de nenhuma forma. Na verdade, o culpado pela confusão foi o algoritmo Google Knowledge Graph que, por um engano, entendeu que o engenheiro e assassino eram a mesma pessoa.

Esse serviço do Google obtém informações de várias fontes, incluindo fotos disponíveis pela internet. Não se sabe, porém, o que fez a plataforma a entender que o engenheiro seria o assassino em série.

Georgiev contou um pouco sobre sua experiência em seu site e, graças a movimentação do site Hacker News, a notícia chegou ao Google, que logo corrigiu o engano. A página de resultados sem a correção pode ser vista neste arquivo online.

Deu tudo certo dessa vez

Resolvida a questão, Georgiev contou em seu portal que lidou de forma bem humorada sobre o engano com seus amigos, mas ele entende que tudo isso poderia ter levado a desdobramentos bem mais complicados. Qualquer um que abre o artigo do Wikipédia é capaz de entender que não se trata da mesma pessoa, porém nem todos dão essa mesma atenção.

Se algum empregador ou pessoa desconhecida, por exemplo, procurasse pelo nome do engenheiro na internet, encontraria o artigo do Wikipédia e poderia ficar em choque pela informação preliminar eacusá-lo injustamente ou fazer alguma denúncia à polícia, por exemplo.

Para ele, essa situação é ainda mais delicada com o atual estado da cultura de cancelamento virtual, em que uma pessoa acusada de um crime que não fez pode ter sua vida virada de ponta a cabeça. "Um pequeno erro no sistema pode gerar qualquer coisa, desde uma pequena inconveniência ou um desastre que pulverizará carreiras e reputações em questão de dias".

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos