Mercado abrirá em 1 h 39 min
  • BOVESPA

    124.612,03
    -1.391,83 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.910,53
    +12,74 (+0,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,91
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.797,80
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    40.319,35
    +2.687,88 (+7,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    943,96
    +67,72 (+7,73%)
     
  • S&P500

    4.401,46
    -20,84 (-0,47%)
     
  • DOW JONES

    35.058,52
    -85,79 (-0,24%)
     
  • FTSE

    7.011,89
    +15,81 (+0,23%)
     
  • HANG SENG

    25.473,88
    +387,45 (+1,54%)
     
  • NIKKEI

    27.581,66
    -388,56 (-1,39%)
     
  • NASDAQ

    14.985,00
    +37,25 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1172
    +0,0088 (+0,14%)
     

Engenheiro da Microsoft é acusado de roubar US$ 10 milhões com cartões-presente do Xbox por bitcoin

·2 minuto de leitura
Engenheiro da Microsoft é acusado de roubar US$ 10 milhões com cartões-presente do Xbox por bitcoin
Engenheiro da Microsoft é acusado de roubar US$ 10 milhões com cartões-presente do Xbox por bitcoin

Um engenheiro da Microsfot é acusado de roubar US$ 10 milhões, cerca de R$ 50 milhões, na cotação desta quinta-feira (1º), com venda de cartões presentes do Xbox por bitcoins. Julgado, o ucraniano Volodymyr Kvashuk foi condenado a 9 anos de prisão. Ele também vai precisar devolver US$ 8,3 milhões (R$ 41 milhões).

O caso de Kvashuk se tornou público esta semana, após um relatório divulgado pelo site Bloomberg. O engenheiro se aproveitou de um descuido nas contas usadas para testar os sistemas de pagamento da Microsoft, permitindo que ele juntasse a enorme quantia vendendo os cartões-presente do console.

Leia mais:

Kvashuk começou a trabalhar na empresa de tecnologia em 2017. Logo, ele descobriu a falha nas contas usadas para testar as compras. Os profissionais da Microsoft são empregados para simular as compras nas lojas, visando garantir que os sistemas de pagamentos funcionem.

Normalmente, essas contas são sinalizadas como apenas para simulação pelo sistema. Assim, elas não enviam mercadorias físicas caso o usuário tente comprar objetos do site. Porém, isso não funciona com itens digitais. Foi dessa forma que o engenheiro comprou os cartões-presente do Xbox.

Ele recebeu os códigos de 25 dígitos válidos. Uma das opções era relatar a falha aos responsáveis, mas Kvashuk preferiu recolher o lucro. Ele começou com alguns códigos para jogar, com valores baixos, de US$ 5 e US$ 10. Depois, para esconder o rastro, ele recorreu aos perfis de simulação dos colegas e automatizou o processo com um software personalizado.

Controle Xbox
O engenheiro ucraniano Volodymyr Kvashuk gerava cartões-presentes de Xbox para vender. Imagem: MatJC/Shutterstock

Os promotores descreveram a ferramenta como “criado para um propósito, e um propósito apenas: automatizar o desfalque e permitir fraude e roubo em um grande escala”. Para vender, Kvashuk recorria a mercados de criptografia, como o Paxful.

O ucraniano vendia os cartões a granel, com um desconto, para que aqueles que compravam dele revendessem os códigos. Com os lucros escondidos através de sites de lavagem de dinheiro, como o ChipMixer, ele passou a levar uma vida cada vez mais luxuosa. Ele até tinha um bom salário na companhia, mas nada que permitisse casas luxuosas e um iate.

O roubo de Kvashuk foi percebido quando a Microsoft percebeu um aumento acentuado nas transações com cartões-presente. Perante a justiça, o engenheiro argumentou que simplesmente fez um experimento para aumentar os gastos da loja. O que não colou. Agora, além da prisão e da restituição, ele pode ser deportado para a Ucrânia.

Via: PC Gamer

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos