Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.068,55
    -1.120,02 (-1,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.725,96
    -294,69 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,40
    -1,85 (-2,49%)
     
  • OURO

    1.799,00
    +1,00 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    16.851,34
    -139,02 (-0,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    394,86
    -7,18 (-1,79%)
     
  • S&P500

    3.933,92
    -7,34 (-0,19%)
     
  • DOW JONES

    33.597,92
    +1,58 (+0,00%)
     
  • FTSE

    7.489,19
    -32,20 (-0,43%)
     
  • HANG SENG

    18.814,82
    -626,36 (-3,22%)
     
  • NIKKEI

    27.686,40
    -199,47 (-0,72%)
     
  • NASDAQ

    11.498,75
    -67,25 (-0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4673
    -0,0114 (-0,21%)
     

Energisa não está interessada na compra da distribuidora Amazonas Energia, diz CFO

Linhas de alta tensão em Brasília

SÃO PAULO (Reuters) - A Energisa não tem interesse em participar de um eventual processo de venda da distribuidora Amazonas Energia, indicou nesta sexta-feira o CFO da elétrica, Maurício Botelho.

"Nós não estamos interessados neste ativo, não. São desafios relevantes aqui. Mas ficamos sempre atentos a oportunidades de distribuição, com um olho no risco-retorno", disse, durante teleconferência de resultados.

O grupo Oliveira Energia tem conversando com investidores para uma potencial venda do controle da distribuidora amazonense, em meio a dificuldades financeiras da concessionária que persistem após quatros anos de sua privatização, segundo fontes, que acrescentaram que não há um processo formal aberto.

Questionado sobre o interesse da companhia em participar do próximo leilão de transmissão de energia, em 16 de dezembro, o CFO da Energisa afirmou que o grupo está estudando os lotes, mas ponderou que o certame tem um volume pequeno de projetos. "Estamos analisando, sempre, onde tenha alguma vantagem competitiva", acrescentou.

Em relação à possibilidade de o BNDES vender sua participação de pouco mais de 11% no capital da Energisa, Botelho disse não ter mais informações se o processo realmente ocorrerá.

(Por Letícia Fucuchima)