Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -2,46 (-2,61%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    24.499,33
    +283,57 (+1,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +268,75 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2024
    -0,1213 (-2,28%)
     

Energia europeia bate recordes com impacto da seca na geração

(Bloomberg) -- Os preços de energia na Europa atingiram novos recordes na sexta-feira à medida que as concessionárias reduzem cada vez mais a geração de eletricidade por conta da seca e do calor.

Contratos para o próximo ano na Alemanha e na França, as maiores economias da Europa, subiram para novas máximas após a Axpo Holding da Suíça anunciar cortes em uma de suas usinas nucleares por causa das altas temperaturas da água do rio usado para resfriar os reatores. A Électricité de France também reduziu sua produção nuclear por motivo semelhante, enquanto a Uniper na Alemanha enfrenta dificuldades para obter carvão com uma estiagem drástica do rio Reno que limita a navegação.

A Europa sofre sua pior crise energética em décadas. Os cortes de gás russo em retaliação às sanções contra o país já impulsionavam um aumento nos preços. Agora o calor extremo levou ao mês de julho mais seco já registrado na França e ressalta o impacto que o aquecimento global pode ter sobre a infraestrutura.

Os níveis de água no Reno, na Alemanha, caíram tanto que o rio pode ficar fechado para navegação em breve, afetando o fornecimento de carvão para as usinas. O Ródano e o Garona, na França, e o Aare, na Suíça, estão quentes demais para serem usados para resfriar usinas nucleares de maneira eficaz.

O contrato alemão para fornecimento de energia no próximo ano subiu até 2% para 413 euros por megawatt-hora na European Energy Exchange. O equivalente francês subiu 1,9% para um recorde de 535 euros. Os preços de longo prazo estão sob pressão porque produzir menos energia a partir de geração nuclear e carvão aumentará a demanda por gás natural, que é extremamente necessário para encher as instalações de armazenamento antes do inverno.

A alemã Uniper disse na quinta-feira que duas de suas usinas a carvão ao longo do Reno podem precisar reduzir a produção durante as próximas semanas, porque o transporte de carvão ao longo do Reno ficará impossível.

Usinas ao longo do rio perto de Mannheim e Karlsruhe, operadas pela Grosskraftwerk Mannheim, tiveram dificuldade em obter carvão por causa da água rasa. Ambas as empresas disseram que a geração ainda não foi afetada.

“A estiagem não está afetando nossa geração de energia porque nossas usinas não precisam de água doce contínua”, disse um porta-voz da Steag GmbH na sexta-feira. “Mas o nível do rio pode tornar o funcionamento das usinas e o transporte de carvão mais complicados do que o normal.”

O porta-voz disse, no entanto, que há uma ligeira redução na produção de cerca de 10 a 15 megawatts, o que equivaleria a alguns pontos percentuais, devido às temperaturas quentes. “Isso vem acontecendo há algum tempo e é um problema para todos, porque o sistema da planta não foi projetado para suportar temperaturas tão altas”, disse.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos