Mercado fechará em 36 mins

Enem Digital é seguro? Tire suas dúvidas sobre a primeira edição virtual da maior prova do país

Fiquem Sabendo
·4 minutos de leitura
Apesar de ser digital, a prova não é online, e os candidatos deverão realizar o exame em postos aplicadores credenciados (Getty Images)
Apesar de ser digital, a prova não é online, e os candidatos deverão realizar o exame em postos aplicadores credenciados (Getty Images)

Por Taís Seibt

A aplicação do primeiro Enem Digital desperta preocupação com a segurança da prova, já que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em sua versão tradicional tem sofrido com suspeitas de violação nos últimos anos - em 2019, 110 mil candidatos questionaram oficialmente o resultado. Através de pedidos de acesso à informação, a agência Fiquem Sabendo conseguiu detalhar algumas medidas que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) está adotando para evitar fraudes no exame virtual, que será aplicado em 2021, devido à pandemia.

O fato de todos os inscritos terem de anexar fotos ao sistema de inscrição, o que não ocorria nas edições anteriores, é uma das medidas citadas pelo Inep para aumentar a segurança da aplicação da prova em ambos os formatos. O prazo para envio termina neste 1º de outubro. A foto deve ser atual, com todo o rosto enquadrado, iluminado e com foco, sem uso de acessórios, como óculos, boné, lenço ou similares.

Mais no Fiquem Sabendo:

Apesar de ser digital, a prova não é online, e os candidatos deverão realizar o exame em postos aplicadores credenciados. O Enem Digital ocorrerá em 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021, com a mesma divisão da prova impressa: primeiro dia com Linguagens, Redação e Ciências Humanas; segundo dia com Ciências da Natureza e Matemática. As provas digitais serão diferentes das tradicionais, a serem aplicadas em 17 e 24 de janeiro. Confira mais detalhes e tire suas dúvidas sobre o Enem Digital:

Vou poder acessar a internet durante o Enem Digital?

Um dos pontos de atenção é que os candidatos não tenham, de forma alguma, acesso à internet enquanto fazem a prova, o que seria uma vantagem em relação aos concorrentes que farão o exame tradicional. Via Lei de Acesso à Informação (LAI), o Inep informou que todos os equipamentos utilizados na aplicação da prova digital serão inventariados. “Esses equipamentos utilizarão sistema operacional

criado exclusivamente para a aplicação das provas, o que impede o acesso livre à internet”, garante o órgão. O Inep diz ainda que qualquer envio de informações por computadores não inventariados será desconsiderado e que todas as operações realizadas nos equipamentos inventariados serão registradas.

Como o MEC vai receber minhas respostas se não tem internet?

De acordo com a Diretoria de Tecnologia e Disseminação de Informações Educacionais do Inep, a transmissão das respostas dos candidatos será realizada por meio de “rede privada, certificada e criptografada” para garantir que cheguem íntegras para avaliação.

Posso anotar minhas respostas para conferir o gabarito?

Conforme do Edital do Enem Digital, o participante deverá fazer anotações relativas às suas respostas na Folha de Redação, na Folha de Rascunho e no espaço reservado para registro das respostas, após a autorização do aplicador. Se necessário, o candidato poderá destacar o espaço reservado para registro das respostas da Folha de Rascunho. O concorrente deve também anotar a assinatura eletrônica apresentada pela plataform

a de prova ao finalizar o exame.

Que equipamentos serão disponibilizados na local da prova?

Conforme a Portaria nº 473, de 28 de julho de 2020, os locais de aplicação do Enem Digital deverão disponibilizar computadores do tipo “PC Desktop” ou “PC notebook”, não são aceitos tablets, thin clients, chromebooks nem equipamentos Apple Macintosh. Os computadores disponibilizados devem corresponder a alguns requisitos mínimos, como processador Intel® Core™2 Duo de 2,66 GHz ou equivalente; memória RAM de 4 GB ou superior; monitor de vídeo colorido de 14" ou maior, com resolução mínima de 1024 x 768; teclado alfanumérico padrão ABNT2, preferencialmente com fio; mouse óptico, também preferencialmente com fio; entre outras especificações.

Quer acessar e descobrir como obter dados públicos inéditos? Inscreva-se na Don't LAI to me, a newsletter da Fiquem Sabendo para quem quer informação direto da fonte.

Redes sociais

Twitter: @_fiquemsabendo

Instagram: @_fiquemsabendo

Facebook: Fiquem Sabendo

Linkedin: Fiquem Sabendo