Mercado abrirá em 7 h 56 min
  • BOVESPA

    118.328,99
    -1.317,01 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.810,21
    -315,49 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,44
    -0,69 (-1,30%)
     
  • OURO

    1.861,90
    -4,00 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    30.966,75
    +1.152,71 (+3,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    612,93
    -66,97 (-9,85%)
     
  • S&P500

    3.853,07
    +1,22 (+0,03%)
     
  • DOW JONES

    31.176,01
    -12,39 (-0,04%)
     
  • FTSE

    6.715,42
    -24,97 (-0,37%)
     
  • HANG SENG

    29.441,71
    -486,05 (-1,62%)
     
  • NIKKEI

    28.629,75
    -127,11 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    13.350,75
    -44,75 (-0,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5134
    +0,0050 (+0,08%)
     

Enem 2020: candidatos com sintomas de Covid-19 poderão pedir reaplicação da prova

João de Mari
·3 minuto de leitura
Alunos antes de prova do Enem em Brasília, em 2019 (Gabriel Jabur/MEC)
Alunos antes de prova do Enem em Brasília, em 2019 (Foto: Gabriel Jabur/MEC)

Os inscritos no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2020 que estiverem com sintomas da Covid-19 ou outras doenças infectocontagiosas nos dias da realização dos exames poderão pedir para participar da reaplicação das provas no dias 23 e 24 de fevereiro de 2021.

São doenças infectocontagiosas para fins de solicitação de reaplicação do Enem 2020: coqueluche, difteria, doença invasiva por Haemophilus influenza, doença meningocócica e outras meningites, varíola, Influenza humana A e B, poliomielite por poliovírus selvagem, sarampo, rubéola, varicela e Covid-19.

A versão impressa das provas do Enem serão nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 e a digital em 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021. Mas os candidatos que estiveram com essas doenças deverão comunicar a condição por meio da Página do Participante antes da aplicação do exame.

Os participantes que apresentarem sintomas na véspera ou no dia da prova também não deverão comparecer ao exame.

Leia também

Nesse caso, além de registrar o ocorrido na Página do Participante, o inscrito deverá entrar em contato com a Central de Atendimento do Inep (0800 616161) e relatar a condição, a fim de agilizar a análise do laudo pela autarquia.

O inscrito que for pedir a reaplicação da prova deverá inserir, no momento da solicitação, documento legível que comprove a doença. Na documentação, deve constar:

  • nome completo do participante;

  • diagnóstico com a descrição da condição;

  • código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10);

  • assinatura e identificação do profissional competente, com o respectivo registro do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério da Saúde (RMS) ou de órgão competente;

  • data do atendimento e documento deve ser anexado em formato PDF, PNG ou JPG, no tamanho máximo de 2 MB.

Novos prazos

O Ministério da Educação (MEC) publicou neste mês edital que define o cronograma do processo seletivo para o 1º semestre de 2021 do ProUni (Programa Universidade para Todos). Após o anúncio, no entanto, professores e estudantes criticaram o novo cronograma por impedir o uso da nota do Enem 2020, pois a data do edital é “incompatível” com a divulgação dos resultados da prova.

O período de inscrições é de 12 a 15 de janeiro de 2021. As inscrições serão feitas pela internet na página do ProUni (Programa Universidade para Todos). O edital do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) ainda não foi publicado, mas, segundo o MEC, o Fies 2021 abrirá inscrições de 26 a 29 de janeiro.

Com a mudança na data de realização do Enem, que será feito em janeiro e fevereiro, os resultados do exame devem ser divulgados apenas em março — quando as inscrições para alguns processos seletivos já estarão encerradas.

Enem e pandemia

Entre as medidas implementadas para o Enem deste ano estão a disponibilização de álcool em gel nas salas e a obrigatoriedade do uso de proteção facial durante a prova.

O participante poderá levar mais de uma máscara para troca ao longo do dia. As máscaras serão verificadas pelos fiscais para evitar possíveis infrações, respeitando a distância recomendada.

Nos locais de prova, serão disponibilizados recipientes com álcool em gel e, no banheiro, os participantes serão orientados a lavar as mãos com água e sabão, antes e após o uso.

A ocupação das salas de aplicação será de, aproximadamente, 50% da capacidade, e a indicação é de possibilitar o máximo de ventilação natural e aeração dos ambientes.