Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,05 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,35 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +2,45 (+3,84%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -2,50 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    49.627,67
    +922,49 (+1,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,16 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,51 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7780
    -0,0079 (-0,12%)
     

Enem 2020: candidato que sentir sintomas de Covid-19 deverá apresentar laudo e pedido de reaplicação para o segundo dia

O Globo
·1 minuto de leitura
Mariana Leal/MEC

RIO – Um dos grandes receios dos epidemiologistas com a aplicação do Exame Nacional dos Ensino Médio (Enem) é a propagação do contágio da Covid-19. A realização da prova demanda que os candidatos fiquem em uma sala por, no mínimo, duas horas e meia, e, no máximo, seis horas.

Apesar das medidas sanitárias adotadas pela organização da prova, os especialistas afirmam que elas podem não ser suficiente. Esse foi um dos motivos para o recorde de abstenções no primeiro dia e o receio é o que o aluno pode fazer caso tenha sido contaminado sendo que ainda há uma outra prova no próximo domingo.

O GLOBO consultou o Inep sobre o tema, e a autarquia federal responsável pelo exame afirmou que o estudante deverá fazer um pedido de reaplicação na Página do Participante entre os dias 25 e 29 de janeiro. Somente o registro não é suficiente e cada caso será julgado individualmente pela instituição.

O procedimento não se aplica somente a quem contraiu a doença, mas também a todos que se sentiram lesados por algum motivo durante a aplicação da prova.

A reaplicação acontecerá nos dias 23 e 24 de fevereiro, mesma data e com a mesma prova que será aplicada a pessoas privadas de liberdade, o chamado Enem PPL, e ao estado do Amazonas, que não pôde realizar o exame devido à explosão de casos de Covid-19.