Mercado fechado
  • BOVESPA

    116.464,06
    -916,43 (-0,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.053,56
    -72,95 (-0,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,78
    +0,17 (+0,32%)
     
  • OURO

    1.847,60
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    32.043,33
    -300,64 (-0,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    649,97
    +2,65 (+0,41%)
     
  • S&P500

    3.849,62
    -5,74 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    30.937,04
    -22,96 (-0,07%)
     
  • FTSE

    6.654,01
    +15,16 (+0,23%)
     
  • HANG SENG

    29.391,26
    -767,75 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    28.739,45
    +193,27 (+0,68%)
     
  • NASDAQ

    13.550,00
    +64,50 (+0,48%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5129
    +0,0021 (+0,03%)
     

Encontrado avião que caiu com 750 quilos de cocaína na Guatemala

·1 minuto de leitura
Membros do esquadrão antidrogas descarregam pacotes de cocaína apreendidos durante operações em Retalhuleu e San Marcos, na Guatemala, em 20 de maio de 2019

As forças antinarcóticos da Guatemala apreenderam cerca de 750 quilos de cocaína encontrados em um avião que caiu no distrito de Petén, na fronteira com o México e Belize, informou o Exército nesta quinta-feira (3).

A aeronave, totalmente em chamas, foi localizada na véspera pelas autoridades com vários pacotes de drogas no Parque Nacional Laguna del Tigre, no município de San Andrés, a 600 km da capital, disse a jornalistas o porta-voz militar Rubén Tellez. Nenhuma vítima foi reportada, mas quatro guatemaltecos foram presos.

Radares da Força Aérea da Guatemala identificaram o avião entrando ilegalmente no território, portanto, ele foi rastreado com unidades terrestres. Segundo o Ministério Público, o voo vinha da América do Sul.

Esta área deserta tem sido usada por traficantes de drogas para pousar aeronaves em pistas clandestinas. No início de novembro, três corpos foram encontrados flutuando na Laguna el Tigre, próximo ao local onde havia caído um avião com um carregamento de cocaína.

Neste ano, a Guatemala localizou 33 aeronaves, metade em Petén, utilizadas em operações de narcotráfico, principalmente em áreas desabitadas no norte e no sul do país.

Segundo os Estados Unidos, 90% da cocaína que chega ao país atravessa a fronteira em aviões, barcos e até submarinos que saem do México e da América Central.

ec/mav/rsr/ic/mvv