Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.042,48
    -76,52 (-0,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.905,06
    +36,24 (+0,09%)
     
  • PETROLEO CRU

    42,17
    +0,43 (+1,03%)
     
  • OURO

    1.869,60
    +8,10 (+0,44%)
     
  • BTC-USD

    18.354,78
    -99,97 (-0,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    362,91
    +1,49 (+0,41%)
     
  • S&P500

    3.570,60
    +13,06 (+0,37%)
     
  • DOW JONES

    29.530,04
    +266,56 (+0,91%)
     
  • FTSE

    6.351,45
    +17,10 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    26.451,54
    +94,54 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    25.527,37
    -106,93 (-0,42%)
     
  • NASDAQ

    11.908,00
    -79,25 (-0,66%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3799
    +0,0727 (+1,15%)
     

Encomendas do núcleo de bens de capital nos EUA superam expectativas em setembro

·1 minuto de leitura
Loja em Los Angeles
Loja em Los Angeles

WASHINGTON (Reuters) - As novas encomendas de bens de capial fabricados nos Estados Unidos subiram mais do que o esperado em setembro, encerrando um trimestre de possível crescimento recorde nos gastos das empresas e da economia em geral, graças ao estímulo fiscal adotado para amenizar o impacto da pandemia de Covid-19.

As encomendas de bens de capital exluindo defesa e aeronaves, medida observada de perto para os planos de gastos das empresas, aumentaram 1,0% no mês passado, informou o Departamento do Comércio nesta terça-feira.

Os dados de agosto foram revisados para mostrar que o chamado núcleo dos bens de capital aumentou 2,1% em vez da alta de 1,9% estima antes.

Economistas consultados pela Reuters projetavam aumento de 0,5% nas encomendas do núcleo de bens de capital.

(Reportagem de Lucia Mutikani)