Mercado fechado

Encomendas de bens de capital nos EUA se recuperam com força em outubro

Porto de Newark, Nova Jersey, EUA

WASHINGTON (Reuters) - As novas encomendas de bens de capital fabricados nos Estados Unidos se recuperaram inesperadamente em outubro, enquanto as remessas aumentaram, sugerindo que os gastos das empresas com equipamentos começaram o quarto trimestre com força mesmo que a taxa de juros mais alta tenha esfriado a demanda.

As encomendas de bens de capital não relacionados à defesa e excluindo aeronaves, um indicador observado de perto para os planos de gastos das empresas, subiram 0,7% no mês passado, informou o Departamento de Comércio nesta quarta-feira. O chamado núcleo das encomendas de bens de capital haviam caído 0,8% em setembro.

Economistas consultados pela Reuters projetavam estabilidade. Os dados não são ajustados pela inflação. Na comparação anual, as novas encomendas do núcleo de bens de capital aumentaram 9,2% em outubro.

Houve aumento nas encomendas de máquinas, computadores e produtos eletrônicos, bem como de equipamentos elétricos, eletrodomésticos e componentes. Mas as encomendas de metais primários caíram.

Os embarques do núcleo dos bens de capital saltaram 1,3%, após queda de 0,1% em setembro. Os embarques são usados para calcular os gastos com equipamentos na medição do Produto Interno Bruto.

Os pedidos de itens que variam de torradeiras a aeronaves com duração de três anos ou mais aceleraram 1,0% em outubro, após alta de 0,3% em setembro. Eles foram impulsionados por um aumento de 2,1% nas encomendas de equipamentos de transporte, que se seguiram a um aumento de 2,5% em setembro.

(Reportagem de Lucia Mutikani)