Mercado abrirá em 5 h 10 min
  • BOVESPA

    110.249,73
    +1.405,98 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.828,13
    +270,48 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,55
    +1,06 (+1,50%)
     
  • OURO

    1.779,00
    +0,80 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    42.730,04
    -336,94 (-0,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.064,39
    +0,54 (+0,05%)
     
  • S&P500

    4.354,19
    -3,54 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.919,84
    -50,63 (-0,15%)
     
  • FTSE

    7.050,99
    +70,01 (+1,00%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.072,00
    +48,00 (+0,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1771
    -0,0020 (-0,03%)
     

Encomendas à indústria alemã se recuperam, mas gargalos no fornecimento ainda pesam

·1 minuto de leitura
Fábrica da ThyssenKrupp AG em Duisburg, Alemanha

Por Michael Nienaber

BERLIM (Reuters) - As encomendas industriais alemãs subiram mais do que o dobro do esperado em junho, impulsionadas pelos pedidos de clientes internos para grandes produtos manufaturados, mas ainda enfrentou gargalos no fornecimento que continuaram retendo a produção.

Os números divulgados pela Agência Federal de Estatísticas do país mostram que as encomendas de produtos fabricados na Alemanha aumentaram 4,1% no mês em termos ajustados sazonalmente.

Esse foi o aumento mais forte em 10 meses e superou facilmente a previsão da Reuters de uma alta de 1,9%, mais do que compensando a queda revisada de 3,2% em maio.

As encomendas internas saltaram quase 10%, com os fabricantes de equipamentos de processamento de dados, sistemas de lentes, aviões e navios se beneficiando de uma demanda excepcionalmente forte, disse o Ministério da Economia.

"A entrada de pedidos também aumentou nos importantes setores automotivo e de engenharia mecânica", acrescentou o ministério.

A economia alemã, a maior da Europa, voltou a crescer no segundo trimestre, mas se recuperou menos do que o esperado, à medida que as indústrias lutam para obter bens intermediários e materiais de construção para aumentar sua produção.

"Embora a carteira de pedidos em atraso esteja alta, ela não pode ser processada rapidamente devido aos gargalos contínuos na entrega de produtos intermediários e matérias-primas", disse Bastian Hepperle, analista do Bankhaus Lampe.

Os gargalos de oferta na manufatura permanecerão travando a produção, então a indústria deve desacelerar a recuperação econômica no terceiro trimestre também, acrescentou Hepperle.

(Por Michael Nienaber)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos