Mercado fechará em 5 h 47 min

"Encanto", da Disney, lidera outra semana quieta nas bilheterias da América do Norte

·1 min de leitura

Por Rebecca Rubin

LOS ANGELES (Variety.com) - Sem quaisquer novos lançamentos que representem uma ameaça, a fábula musical animada da Disney "Encanto" novamente alcançou o primeiro lugar nas bilheteria nacionais.

Em seu segundo fim de semana de lançamento, "Encanto" arrecadou 12,38 milhões de dólares em 3.980 locais nos EUA e no Canadá. Isso marca uma queda de 54% em relação à estreia e eleva o total do filme em duas semanas para 57,6 milhões de dólares no mercado interno.

Um declínio de cerca de 50% entre o primeiro e o segundo fim de semana está em linha com os lançamentos recentes do Dia de Ação de Graças da Disney, como "Moana - Um Mar de Aventuras", de 2016, (queda de 50%); "Viva - A Vida É uma Festa", de 2017, (recuo de apenas 45%); "WiFi Ralph: Quebrando a Internet", de 2018, (queda de 54%); e "Frozen 2", de 2019, (menos 59%).

As animações anteriores da Disney conseguiram marcar inícios mais fortes nas bilheterias domésticas; no entanto, esses filmes não estavam sendo exibidos nos cinemas durante uma pandemia.

Pelos padrões da era da Covid-19, "Encanto" está se saindo bem nas bilheterias. A aventura familiar, que inclui canções do criador de "Hamilton", Lin-Manuel Miranda, chegará ao Disney Plus depois de ser exibida exclusivamente nos cinemas por 30 dias.

Fora "Encanto" e outros títulos como o drama policial "Casa Gucci", da MGM, e "Ghostbusters: Mais Além", sequência da Sony para os filmes da franquia Caça-Fantasmas, está tudo quieto nas bilheterias, pelo menos até que a adaptação de Steven Spielberg "Amor, Sublime Amor" chegue aos cinemas em 10 de dezembro e a aventura em quadrinhos de Tom Holland "Homem-Aranha: Sem Volta para Casa" alcance as telonas em 17 de dezembro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos