Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.220,83 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,61 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    43.785,08
    -3.252,42 (-6,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,63 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,99 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,29 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7640
    +0,0251 (+0,37%)
     

Enauta retoma produção em Atlanta; prevê extrair 14 mil bpd no campo em 2021

·1 minuto de leitura
Amostra de petróleo

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A petroleira brasileira Enauta retomou a produção do campo de Atlanta por meio de um dos seus três poços produtores e prevê extrair no ativo, em média, 14 mil barris de óleo por dia (bpd) em 2021, com margemde variação de 10% negativa ou positiva, afirmou a companhia nesta terça-feira em fato relevante.

A empresa havia informado a parada preventiva de produção de Atlanta em novembro, em meio a falhas nos aquecedores de óleo.

A retomada dos outros dois poços deverá ocorrer no primeiro trimestre e em meados do ano, disse a empresa.

A Enauta Energia, subsidiária integral da companhia, é operadora do campo de Atlanta com 50% de participação, mesmo percentual detido pela Barra Energia.

Com atuação ao longo da costa do país, a empresa possui dois ativos produtores: o campo de Manati, um dos principais fornecedores de gás da região Nordeste, no qual detém 45% de participação, e o Campo de Atlanta, localizado nas águas profundas da Bacia de Santos.

(Por Marta Nogueira; edição de Nayara Figueiredo)