Mercado abrirá em 4 h 32 min
  • BOVESPA

    126.003,86
    +951,08 (+0,76%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.897,79
    +629,34 (+1,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,87
    -0,04 (-0,06%)
     
  • OURO

    1.794,80
    -4,40 (-0,24%)
     
  • BTC-USD

    37.329,72
    -663,46 (-1,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    883,97
    -31,52 (-3,44%)
     
  • S&P500

    4.422,30
    +10,51 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    35.144,31
    +82,76 (+0,24%)
     
  • FTSE

    6.973,39
    -52,04 (-0,74%)
     
  • HANG SENG

    25.086,43
    -1.105,89 (-4,22%)
     
  • NIKKEI

    27.970,22
    +136,93 (+0,49%)
     
  • NASDAQ

    15.084,00
    -33,75 (-0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1014
    -0,0089 (-0,15%)
     

Empresas de testes de Covid proliferam sem regras no Reino Unido

·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- No início da pandemia no ano passado, Arnaud Touret, empresário do setor imobiliário de Londres, comprou um lote de 5 mil testes rápidos de Covid-19 da Coreia do Sul. Ele montou um laboratório para analisar os resultados, contratou um diretor médico e solicitou a acreditação no Reino Unido para seu novo empreendimento.

Sua empresa, a Covid Home Test UK, está agora entre as mais de 400 companhias listadas no site do governo que oferecem testes de PCR para viajantes no retorno ao Reino Unido. “Há uma lacuna que precisa ser preenchida, e o governo não está preenchendo essa lacuna”, disse Touret, de 34 anos. “Não deveríamos realmente existir.”

Os testes germinaram em um setor nascido da resposta às vezes caótica do Reino Unido ao coronavírus. Mas empresas como a de Touret e especialistas em saúde afirmam que a proliferação de firmas mais questionáveis agora representa um risco para a capacidade do Reino Unido de monitorar o próximo estágio da pandemia com a reabertura da economia e mais viagens sem necessidade de quarentena.

Embora alguns outros países europeus tenham limitado o custo dos testes para viagens, o governo britânico conta com o livre mercado. Empresas privadas estão fornecendo um serviço que o estado exige dos viajantes, mas críticos dizem que a regulamentação é muito frouxa.

“O governo acaba de abrir um completo Velho Oeste”, disse Tony Cooke, CEO da Cambridge Clinical Laboratories, que oferece testes de Covid. “Eles montaram um sistema de portão onde você tem que fazer certas coisas para passar pelo portão, mas uma vez dentro, você pode fazer o que quiser, porque ninguém está te vigiando.”

Pessoas que entram e saem do Reino Unido por via aérea gastaram pelo menos 380 milhões de libras (US$ 520 milhões) em testes de Covid nos primeiros seis meses do ano, com base em uma análise da Bloomberg de dados de tráfego de passageiros da Autoridade de Aviação Civil e do aeroporto Heathrow de Londres.

Os números oficiais não foram finalizados, mas dados apontam para cerca de 6,3 milhões de entradas e saídas no período. O cálculo pressupõe dois testes por pessoa, o mínimo exigido para a maioria de viajantes segundo os regulamentos do Reino Unido, a um preço médio de 60 libras cada.

Na realidade, o custo pode variar muito: os kits para testes no segundo e no oitavo dia de chegada variam de 23,99 libras a 575 libras no site do governo. Alguns clientes reclamaram de nunca receber os resultados, kits de teste danificados e ninguém atender o telefone ou e-mails.

Willie Walsh, diretor-geral da Associação Internacional de Transporte Aéreo, disse que algumas empresas estão anunciando preços baixos que não existem. Ele disse em evento este mês que “as pessoas estão sendo roubadas e que o governo do Reino Unido está facilitando essa fraude”.

Um porta-voz do governo disse que as empresas de teste foram monitoradas de perto. “Se um provedor não está cumprindo os padrões exigidos definidos pelo governo, recebe um aviso de cinco dias e pode ser removido da lista de provedores de testes do gov.uk se não melhorarem”, disse a pessoa.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos