Mercado fechado

Empresas que valem US$ 1 bilhão: conheça os 35 novos unicórnios na China

·12 min de leitura

Considerada um dos países com o maior número de cidades como pólos de inovação globais pela firma de análise de mercado Startup Genome, a China se sobressai em diversos campos. Alguns dos exemplos são o desenvolvimento de inteligência artificial, tecnologias voltadas para educação e saúde, robótica e internet das coisas (IOT ou Internet Of Things, em inglês), que é interconexão digital de objetos cotidianos com a internet.

A Startup Genome conduz estudos para determinar as regiões que abrigam as mais fortes comunidades de startups ao redor do mundo e publica os resultados anualmente no relatório "Global Startup Ecosystem report" considerando 6 fatores: performance, financiamento, alcance de mercado, conectividade, talentos e conhecimento.

Conforme os últimos relatórios divulgados, pelo menos cinco localidades da China ficaram entre os 36 primeiros da lista, dentre elas, Pequim, Xangai, Shenzhen, Hanzhou e Hong Kong, regiões onde as principais empresas unicórnio estão concentradas; e berços de novas startups.

Com o ambiente promissor para negócios, as regulações protetoras do mercado e a impossibilidade de entrada das big techs estrangeiras no mercado chinês, o número de unicórnios cresceu de forma acelerada nos últimos anos. Mas, cada vez mais, as empresas de tecnologia da segunda maior economia do mundo crescem por esforço próprio devido a sua capacidade de inovar e entender o mercado.

No terceiro trimestre deste ano (Q3 2021), 35 novas empresas entraram para complementar a grande lista de unicórnios da China, integrando empreendimentos dos setores de transporte, saúde e estilo de vida, energia e finanças. Confira abaixo as startups chinesas que superaram o valor de US$ 1 bilhão (R$ 5,6 bilhões, na cotação atual) e o que cada uma faz.

Veículos e mobilidade urbana

Zeekr: fundada neste ano pela Geely, primeira montadora de automóveis independente da China e proprietária da Volvo; para competir no setor de veículos elétricos de luxo na China e considerada uma possível rival da Tesla no país. Neste ano, a Zeekr recebeu um financiamento de US$ 500 milhões da Intel Capital, CATL, Bilibili, Cathay Fortune Group, e Boyu Capital. A Boyu é uma empresa de gestão de ativos, a Cathy Fortune produz cobalto e cobre para baterias, a Bilibili é uma distribuidora de entretenimento on-line focada na geração Z, a CATL é líder mundial no desenvolvimento e produção de baterias EV, e a Intel Capital está focada em investir em empresas de tecnologia emergentes.

Inceptio: resultado de uma parceria formada em 2018 entre a G7 Networks, a Global Logistic Properties Ltd e a NIO; para desenvolver caminhões de direção autônoma e oferecer serviços de transporte por meio deles. A G7 é uma fornecedora de serviços de dados para empresas de logística e motoristas sobre localização, otimização de rotas, consumo de combustível e status da carga (temperatura, umidade, etc.), a Global Logistic Properties Ltd, é uma das principais fornecedoras de parques logísticos, nos quais os produtos são armazenados e os caminhões, recebidos para carregamento e distribuição e a NIO é uma das principais fabricantes de veículos elétricos da China.

Deep Route: primeira empresa de condução inteligente da China fundada em 2019 focada no desenvolvimento de tecnologias de direção autônoma e táxis-robôs, que também foram utilizados para entregar amostras de teste Covid-19 no país. Neste ano, o Alibaba investiu US$ 300 milhões na Deep Route, que pretende expandir seus negócios na área de transporte de passageiros e logística.

T3 Mobile Travel Services: oferece serviços de carona através de veículos elétricos. É um empreendimento conjunto das três principais montadoras chinesas Changan Automobile, FAW Group e Dongfeng Motor feito em 2019. A empresa compete diretamente com a dona da 99, Didi Chuxing na China.

Robótica e Inteligência Artificial

COSMOplat: plataforma online nascida em 2017 que fornece serviços de internet industrial que refere-se à extensão e uso da internet das coisas (IoT) em setores industriais. A COSMOPlat conecta fornecedores e consumidores, permitindo que os clientes informem suas preferências diretamente à fábrica, o que não apenas faz com que os clientes sejam participantes do processo transparente de design e produção, mas também permite a personalização do produto, de acordo com as demandas dos consumidores e até solicitações diferentes ou únicas. É uma subsidiária da Haier, uma das maiores fabricantes de eletrônicos e eletrodomésticos da China com foco em produtos domésticos para casas inteligentes, desde robôs aspiradores à geladeiras que fazem pedidos no supermercado.

Black Sesame Technologies: desenvolve chips para o mercado de condução autônoma desde 2016 e teve duas rodadas de investimento da Xiaomi este ano. A empresa fornece chips para a companhia de engenharia eletrônica Bosch e as fabricantes de automóveis SAIC e BYD.

Hai Robotics: fornece soluções para operações de armazenamento, por meio de robôs autônomos que podem realizar a coleta, manuseio e classificação de materiais. A empresa fundada em 2016 faz parte do portfólio de investimentos da estadunidense Sequoia Capital, empresa de capital de Risco que já investiu em gigantes como Yahoo, Linkedin, Google e PayPal.

Cowarobot: desenvolve de robôs inteligentes focados para a atividades relacionadas a vida cotidiana como limpeza, logística e viagens. Em 2019 a marca lançou em parceria com a Xiaomi, bagagens robôs que seguem os proprietários.

Agile Robots: empresa sino-alemã criada em 2018, especializada no desenvolvimento de sistemas de software e hardware de robôs para automação industrial, medicina e outros setores. A companhia teve investimentos do SoftBank, uma grande multinacional japonesa de telecomunicações e Internet e o player mais poderoso da atualidade quando se fala em investimentos em tecnologia.

Keenon Robotics: criada em 2010, é líder no mercado de serviços e foca no desenvolvimento de robôs voltados para o mercado de entregas, publicidade, limpeza e alimentação, atendendo restaurantes, hotéis, karaokes, hospitais e outros lugares. O SoftBank é um dos principais investidores da empresa.

DEEPEXI ou Drip Technology: fornece serviços de inteligência e armazenamento de dados em nuvem em tempo real e soluções de transformação digital (modernização tecnológica das empresas) para os setores de varejo, indústria e serviços de marketing ao cliente para promover a inovação nas empresas utilizando big data e inteligência artificial. Empresas como a fabricante de automóveis, Geely e a fabricante de eletrônicos chinesa Oppo já utilizam os serviços da DEEPEXI.

Xiaoice (Xiaobing): a Xiaoice ou Xiaobing foi inicialmente um sistema de inteligência artificial como a “Siri” da Apple criado em 2014 na China pela Microsoft da Ásia. Ele existe em mais de 40 plataformas em quatro países (China, Japão, EUA e Indonésia) incluindo aplicativos como WeChat, QQ, Weibo e Meipai na China, e Facebook Messenger nos EUA e LINE no Japão, além de ser integrado nos smartphones da Huawei. A Microsoft anunciou em 2020 que a Xiaoice se tornaria uma empresa independente.

Medicina e saúde

Abogen Biosciences: empresa de biotecnologia focada no desenvolvimento de RNA à base de ácido nucleico e na terapia gênica desde 2012. Neste ano, ela recebeu um investimento de US$700 milhões para avançar nas pesquisas das suas vacinas mRNA contra a covid-19. Os nomes dos investidores não foram revelados.

Meditrust: plataforma de pagamento online de saúde e farmácia que permite aos consumidores na China obterem medicamentos prescritos e pagarem os custos médicos online. A empresa fundada em 2017 conta com investimentos da unidade de pagamentos digitais do Alibaba, o Ant Group ou Ant Financial and Alipay.

Mei Wei Dental Group: foca em investimentos no setor odontológico e opera clínicas odontológicas em cadeia desde 2015. A empresa conta com mais de 200 franquias na China e possui em seu portfólio, uma plataforma de gerenciamento de software como serviço (SaaS) que cobre reservas, gerenciamento de registros médicos, análise de dados e consulta médica online.

BioMap: fundada em 2020 pelo CEO do “Google chinês”, Baidu, a BioMap faz pesquisa e desenvolvimento (P&D) de medicamentos, triagem precoce, diagnósticos e outros produtos de medicina de precisão usando inteligência artificial (IA) e bioinformática, ciência é responsável por armazenar e relacionar dados biológicos, com o auxílio de métodos computacionais e algoritmos matemáticos.

Berry Oncology: criada em 2017, desenvolve tecnologia médica destinada a melhorar a prevenção do câncer e o diagnóstico de tumores. Em junho deste ano fechou uma parceria com a divisão de saúde do Alibaba, o Alibaba Health, para construir o primeiro Ecossistema de Triagem Precoce do Câncer da China.

Boan Biotech: empresa de biofarmacêutica que desenvolve produtos com foco em oncologia, sistema nervoso central, diabetes e doenças autoimunes desde 2013. A Boan Biotech também busca o desenvolvimento de produtos biofarmacêuticos nos mercados dos EUA e da UE. Em maio deste ano, a empresa concedeu à AstraZeneca os direitos exclusivos para promover o medicamento contra câncer da Boan, o Boyounuo(R) (Bevacizumab Injection) em mercados específicos de condados da China

Alimentos e varejo

Taier Sauerkraut Fish: rede de restaurantes de comida tradicional chinesa famosa pelo seu "chucrute de peixe" (ou sauerkraut fish em inglês) fundada em 2015. A Taier conta com mais de 300 lojas espalhadas na China e algumas nos Estados Unidos, além de estar listada na bolsa de valores de Hong Kong.

Forty Nine Union: distribui chá e bebidas alcoólicas com foco na promoção da cultura tradicional chinesa através das lojas físicas e e-commerce desde 2015. Em agosto deste ano recebeu um investimento de US$ 93 milhões por parte da CMC Capital, empresa líder em private equity focada nos investimentos em setores de mídia, tecnologia e consumo da China.

KaYou110: empresa de animação fundada em 2018, responsável pela fabricação de brinquedos, desenvolvimento de jogos de animação e venda de produtos de diversão voltados para o público infantil na China. Algumas das parceiras da marca são a Marvel e a Disney.

HAYDON: rede de lojas físicas de cosméticos profissionais de luxo europeus e americanos com arquitetura moderna e futurista, baseadas no conceito de one stop shop, que é nada que um ambiente, virtual ou físico, onde o consumidor pode realizar compras de diferentes itens em um só local. Atualmente a marca possui lojas nas cidades de Shenzhen, Wuhan e Guangzhou.

A1 Food: marca de alimentos e snacks estabelecida em 2016, que vende principalmente castanhas e doces. A empresa trabalha com sistema de franquias e sistema D2C (direct to consumer), modalidade de E-commerce usada para indústrias, em que as intermediações de negócio são deixadas de lado e o fabricante realiza as vendas diretamente ao consumidor.

Peak Sport Products: cria, fabrica e distribui produtos esportivos, incluindo calçados, vestuário e acessórios desde 1989. A marca possui 5.000 lojas espalhadas pelo mundo, nos continentes da América do Norte, Europa, Ásia e Oceania. Em 2020, a companhia foi escolhida para fornecer os uniformes do Time Brasileiro nas Olimpíadas de Tokyo, assumindo o lugar da Nike.

PatPat: e-commerce global de produtos para recém-nascidos e crianças estabelecido em 2014. A marca trabalha com a modalidade direta ao consumidor e conta com o SoftBank como um dos principais investidores da marca.

Cider: plataforma de comércio eletrônico de moda direta ao consumidor (DTC) com foco em mercados estrangeiros fundada em 2020. A empresa busca busca reduzir ativamente o desperdício que muitas vezes acompanha a moda rápida (fast fashion, em inglês) sem sacrificar a acessibilidade aos produtos por meio da opção de pré-encomenda.

Serviços

ZongTeng Group: fornece serviços de infraestrutura de comércio eletrônico internacional em âmbito global incluindo logística de ponta a ponta e serviços de armazenagem no exterior. Além disso, também opera negócios de comércio eletrônico de exportação com foco em categorias como autopeças e produtos domésticos. A empresa opera 23 armazéns no exterior incluindo Estados Unidos, Reino Unido, Austrália e Europa, lidando com mais de 100.000 pedidos diariamente e atende empresas como a Xiaomi e a farmacêutica EMS.

PingCAP: fundada em 2015, a PingCAP é uma fornecedora de banco de dados de código aberto, em nuvem (sem necessidade de instalação), que oferece aos clientes empresariais soluções escaláveis de armazenamento e análise de dados. O principal produto da PingCAP é seu banco de dados relacional (baseado em tabelas), TiDB, um armazenamento baseado em nuvem e solução de análise que dá às empresas flexibilidade ao escalar sua infraestrutura de TI. O uso da computação em nuvem pelo TiDB alivia as demandas de armazenamento em servidores locais usando uma rede distribuída.

Advance.Ai: fornece produtos baseados em inteligencia artificial, incluindo verificação de identidade digital e vídeo eKYC (verificação da identidade, a idoneidade de um novo cliente) e produtos de risco (pontuação de crédito alternativa, anti-fraude e anti-roubo de identidade) para setores de serviços bancários e financeiros, varejo e indústrias de comércio eletrônico. A empresa fundada em 2016 e sediada em Singapura também é dona da Atome, uma plataforma de BNPL (compre agora e pague depois ou buy now pay later, em inglês) famosa na Ásia e faz parte do portfólio de investimentos da SoftBank.

Neocrm (Xiaoshouyi): fornece serviços de gerenciamento de relacionamento com o cliente (CRM) por meio de um sistema que abrange todo o ciclo de desenvolvimento com o cliente através da conexão entre as empresas e os clientes (B2C ou business to consumer, em inglês), permitindo marketing direcionado e ajudando na aquisição de clientes, além de automatizar as vendas, atendimento ao cliente e o marketing. Neste ano, a empresa criada em 2011 recebeu investimentos da Tencent, maior portal de serviços de internet da China.

E-Sign: criada em 2002, oferece aos usuários serviços como assinatura eletrônica, contrato digital, armazenamento de documentos digitais, certificação empresarial online e serviços de arbitragem online, permitindo aos usuários corporativos melhorar a eficiência da assinatura de documentos e economizar o custo da transferência de arquivos. Em 2019, a empresa semelhante a DocuSign recebeu um investimento de US$151 milhões da Evergrande Group, uma das maiores incorporadoras da China.

Cloudwise: tem como foco principal oferecer soluções para empresas através da utilização da Inteligência Artificial para as operações de TI (AIOps) com recursos destinados ao aprimoramento e automação das principais tarefas de operações de TI eliminando falhas e dificuldades durante o processo, permitindo identificar e reagir aos problemas de TI de forma mais rápida, com análise totalmente preditiva e automatizada. Fundada em 2009, atende clientes como a Chanel, SAP, Exxon Mobil e Budweiser.

XTransfer: fintech que oferece serviços para transações monetárias seguras fora da China aos empreendimentos de pequeno e médio porte do país. A empresa possui filiais na Ásia, Europa, América do Norte, Oceania.

Semicondutores

CanSemi: fabricante de semicondutores que conta com microprocessadores e chips voltados para a Internet das Coisas, eletrônica automotiva, controle industrial e 5G em seu portfólio.

RongSemi: fabricante de semicondutores fundada em abril deste ano. Seu escopo de negócios inclui a fabricação, projeto e venda de chips. É a primeira empresa de fabricação de chips totalmente privada da China.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos