Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.420,89
    -4,12 (-0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Empresas do mercado financeiro global se unem para lançar plataforma cripto

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Grandes empresas do setor financeiro global se uniram para aumentar o acesso dos clientes às criptomoedas. Segundo o Bloomberg, nesta terça-feira (7) Charles Schwab, Fidelity e Virtu Financial, em parceria com a gigante de fundos Citadel Securities juntaram forças para lançar uma plataforma especializada em negociação cripto. O empreendimento deve estar disponível até o final do ano ou início de 2023.

Mayura Hooper, porta-voz da empresa multinacional americana de serviços financeiros Charles Schwab, disse que a organização “fez um investimento estratégico passivo e minoritário em um novo empreendimento de ativos digitais”.

Segundo ela, o mercado demostra um interesse significativo pelo setor, por isso a organização tem avançado no investimento em empresas e tecnologias que oferecem acesso às criptomoedas, que seguem regulamentações propostas pelo governo e um ambiente seguro para o investidor.

Mayura, também relatou que, por enquanto, a empresa não disponibilizará negociação direta de criptos. Mas quando houver mais clareza regulatória para o setor, a organização considera oferecer acesso direto a essa nova modalidade de investimentos aos seus clientes.

Bancos como Goldman Sachs e JP Morgan estão se envolvendo com as criptomoedas, disponibilizando a seus clientes serviços relacionados ao segmento. (Imagem: Reprodução/Envato-stockfilmstudio)
Bancos como Goldman Sachs e JP Morgan estão se envolvendo com as criptomoedas, disponibilizando a seus clientes serviços relacionados ao segmento. (Imagem: Reprodução/Envato-stockfilmstudio)

Outra empresa que se manifestou sobre o caso foi a Fidelity. A porta-voz Susan Coburn relatou que o grupo de serviços financeiros “apoia esforços no setor que forneçam maior opção para seus clientes obterem liquidez”.

A Fidelity, uma corporação cuja especialidade são produtos de investimento, é responsável pelo gerenciamento de mais de US$ 4 trilhões (R$19 trilhões) em ativos dos seus clientes. A empresa já oferece soluções relacionadas ao mercado cripto.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos