Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.374,41
    +9,34 (+0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Empresas como Ambev e Vivo devem mais de R$ 890 bilhões aos Estados

·1 min de leitura
Notas de R$ 100 em fundo amarelo
Levantamento inédito foi feito pela Fenafisco

(Getty Images)

  • Empresas deviam, em 2019, R$ 896,2 bi aos Estados

  • Valor corresponde a 13,2% do PIB brasileiro 

  • Quantia bancaria 11 anos de Bolsa Família, caso fosse recuperada

Um levantamento inédito da Fenafisco (Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital) revelou que as dívidas de empresas privadas com os Estados brasileiros somavam R$ 896,2 bilhões em 2019.

Caso a quantia fosse paga, seria suficiente para bancar 11 anos de Bolsa Família aos mais vulneráveis, com valor de R$ 400, conforme apontou Juliano Goularti, economista e autor do estudo, em entrevista à BBC.

Leia também:

O acumulado corresponde a impostos, contribuições e multas que não foram pagos pelas empresas e se tornaram dívidas ativas. Entre 2015 e 2019, o montante cresceu 31,4%, alcançando o valor correspondente a 13,2% do PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil.

"No Brasil, não tem crime tributário", diz Goularti ao portal. "Se você rouba uma caixa de leite ou um pacote de bolachas, está sujeito ao Código Penal. Mas, na tributação, você faz planejamento tributário e elisão fiscal e não é criminalizado". 

O estudo, nomeado de Atlas da Dívida Ativa dos Estados Brasileiros, foi feito com base nos dados divulgados por 17 Estados ou solicitados pela Fenafisco.

Os 10 maiores devedores

  1. Refinaria de Petróleo de Manguinhos (R$ 7,7 bilhões)

  2. Ambev (R$ 6,3 bilhões)

  3. Telefônica - Vivo (R$ 4,9 bilhões)

  4. Sagra Produtos Farmacêuticos (R$ 4,1 bilhões)

  5. Drogavida Comercial de Drogas (R$ 3,9 bilhões)

  6. Tim Celular (R$ 3,5 bilhões)

  7. Cerpa Cervejaria Paraense (R$ 3,3 bilhões)

  8. Companhia Brasileira de Distribuição (R$ 3,1 bilhões)

  9. Athos Farma Sudeste (R$ 2,9 bilhões)

  10. Vale (R$ 2,8 bilhões)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos