Mercado fechado

Empresas de cheque em branco encurtam prazo para listagens

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Líderes das chamadas empresas de cheque em branco agora percebem que precisam acelerar a busca por acordos se desejam atrair investidores.

Cerca da metade das empresas de aquisição de propósito específico, ou SPACs na sigla em inglês, que entraram com registro para listagem nos Estados Unidos desde o início de junho estão estabelecendo um período inicial de 18 meses ou menos para encontrar um alvo de aquisição, de acordo com dados compilados pela SPAC Research. É uma grande mudança em relação ao início do boom, quando mais de 80% definiam sua duração em um padrão de 24 meses.

Investidores de ações estão mais seletivos diante da desaceleração desse mercado, dificultando a captação de fundos entre emissores menos conhecidos. Fundos de hedge que investem com dinheiro emprestado estão mais dispostos a apostar em uma equipe sem histórico se puderem lucrar rapidamente, ou pelo menos receber o retorno logo se não der certo. O índice IPOX SPAC, que acompanha o desempenho das firmas de cheques em branco, era negociado perto das mínimas do ano na segunda-feira.

“Precificar IPOs é difícil com tantos no mercado”, disse Nicholas Skibo, sócio-gerente da Gritstone Asset Management, que investe em SPACs. “Portanto, ou você tem que ser um patrocinador de classe mundial ou tem que fornecer um incentivo.”

Prazo apertado

Negociadores experientes, como Chamath Palihapitiya, ex-executivo do Facebook, e o investidor bilionário Paul Singer, ainda digerem suas SPACs mais recentes, dando a si próprios dois anos para encontrar um alvo. Os novatos prometem fechar um negócio na metade desse tempo: muitas das SPACs que anunciaram planos de listagem na semana passada planejam uma fusão com uma empresa privada dentro de 12 meses.

Os prazos mais curtos têm ajudado empresas de cheque em branco a se destacarem entre as mais de 300 SPACs à espera para vender ações em Nova York. A SPAC I Acquisition Corp., liderada por Claudius Tsang, ex-executivo da Franklin Templeton Investments, está entre as candidatas a uma listagem. Tem como objetivo levantar US$ 80 milhões para comprar uma empresa do setor de tecnologia ou e-commerce na Ásia.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos