Mercado abrirá em 1 h 52 min
  • BOVESPA

    106.373,87
    -553,92 (-0,52%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.973,27
    +228,35 (+0,42%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,06
    +1,24 (+1,48%)
     
  • OURO

    1.808,80
    -7,70 (-0,42%)
     
  • BTC-USD

    41.915,34
    -903,72 (-2,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.002,00
    -23,73 (-2,31%)
     
  • S&P500

    4.662,85
    +3,82 (+0,08%)
     
  • DOW JONES

    35.911,81
    -201,79 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.546,93
    -64,30 (-0,84%)
     
  • HANG SENG

    24.112,78
    -105,25 (-0,43%)
     
  • NIKKEI

    28.257,25
    -76,27 (-0,27%)
     
  • NASDAQ

    15.312,00
    -283,75 (-1,82%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2938
    0,0000 (0,00%)
     

Empresas brasileiras captam R$ 596 bilhões no mercado financeiro

·1 min de leitura
Ano recorde para as empresas se dá graças a elevação da taxa de juros e a maior oferta de ações brasileiras na bolsa de valores. (Getty Imagens)
Ano recorde para as empresas se dá graças a elevação da taxa de juros e a maior oferta de ações brasileiras na bolsa de valores. (Getty Imagens)
  • Valor é o novo recorde de valor obtido por empresas no mercado, de acordo com a Anbima;

  • Estimulada pela Selic, debêntures tem a maior alta nos produtos de renda fixa;

  • Grande número de IOPS marcam o principal investimento no setor de renda variável.

Aparentemente os problemas econômicos da maior parte da população não chegaram ao mercado econômico. Enquanto 13,5 milhões de pessoas procuravam emprego entre julho e setembro de 2021, as empresas brasileiras lucraram (e não foi pouco).

As companhias captaram R$ 596 bilhões no mercado financeiro nacional. Acompanhado desde 2012, o valor é o recorde do levantamento feito pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

Leia também:

Os produtos de renda fixa, como CDBs, LCIs e debêntures, por exemplo, geraram R$ 467,9 bilhões às empresas, um crescimento de 81,9% em comparação a 2020. Os investimentos de renda variável, como ações, FIIs, IPOs, por exemplo, arrecadaram R$ 128,1 bilhões, em 2020 o valor ficou em R$ 116,3 bilhões.

Na renda fixa o destaque fica com os debêntures, títulos de empréstimos à empresas privadas, com captação em R$ 253,4 bilhões em 2021, um crescimento de 109,2% se comprado com 2020.

O que explica esse aumento é o aumento gradativo da taxa básica de juros, a Selic. Hoje em 9,25%, o índice indexa os empréstimos nacionais e aumenta a margem de lucro do investidor.

Nos produtos de renda variável os IOPs (Oferta Pública Inicial) movimentaram R$ 63,6 bilhões em 2021, valor 46,9% maior que os R$ 43,5 bilhões obtidos em 2020.

A B3, empresa gestora da bolsa de valores brasileira, registrou 40 empresas lançando ações no mercado financeiro em 2021.

Com informações da Forbes e IG

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos