Empresas de ao menos 7 países mostram interesse pelo TAV

Empresas de pelo menos sete países se mostraram interessadas no projeto do trem de alta velocidade (TAV) ao comparecerem à audiência na BM&FBovespa para esclarecimento de dúvidas referentes ao edital divulgado no final de 2012. No evento estavam representantes de empresas de Japão, Alemanha, Espanha, França, Coreia do Sul, Canadá e Itália, que levaram seus questionamentos quanto ao leilão que vai escolher o operador do trem-bala, em 19 de setembro deste ano. O TAV vai ligar Campinas (SP) ao Rio de Janeiro, passando pela capital paulista.

O governo federal vê companhias de cinco países como potenciais interessados pelo trem-bala: Espanha, França, Alemanha, Japão e Coreia do Sul. Na audiência realizada nesta terça-feira na BM&FBovespa, porém, a italiana Ferrovie dello Stato enviou representantes e fez perguntas à mesa composta por diretores da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O mesmo aconteceu com a canadense Bombardier, que questionou se tecnologia em processo de homologação será aceita na licitação. A ANTT respondeu que a tecnologia precisa estar certificada e em operação antes da assinatura do contrato - o que está previsto para 27 de fevereiro de 2014.

A audiência estava marcada para durar quatro horas, das 14h às 18h. O encontro, porém, terminou por volta das 16h após serem respondidas as questões enviadas à mesa por escrito. Fizeram perguntas, além da Ferrovie dello Stato, a espanhola Talgo, a Bombardier e a japonesa Mitsui. A Siemens também tinha um representante presente.

Carregando...