Mercado fechará em 2 h 39 min
  • BOVESPA

    112.521,78
    +2.272,05 (+2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.424,05
    +595,92 (+1,17%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,97
    +1,48 (+2,10%)
     
  • OURO

    1.779,60
    +1,40 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    43.142,09
    +721,45 (+1,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.079,74
    +39,26 (+3,77%)
     
  • S&P500

    4.397,51
    +43,32 (+0,99%)
     
  • DOW JONES

    34.303,06
    +383,22 (+1,13%)
     
  • FTSE

    7.083,37
    +102,39 (+1,47%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.136,75
    +112,75 (+0,75%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1958
    +0,0167 (+0,27%)
     

Empresários negros têm mais crédito negado do que brancos

·1 minuto de leitura
Businesswoman with face mask working at her desk looking at computer monitor, in office. Female professional back to work after covid-19 pandemic lockdown.
Enquanto 81% dos empreendedores negros tiveram redução no faturamento, entre brancos isso vai para 77% (Getty Images)
  • Empresários negros têm mais crédito negado que os brancos

  • Apenas 44% dos pretos e pardos que pediram empréstimo conseguiram

  • 43% dos negros têm dívidas

Empreendedores negros recebem mais negativas ao pedir crédito aos bancos do que os bancos, segundo um estudo divulgado pelo Sebrae em parceria com a FGV (Fundação Getúlio Vargas). Cerca de 57% dos brancos que pediram um empréstimo tiveram acesso ao crédito, enquanto entre os negros essa porcentagem ficou em 44%. As informações são da Forbes.

Leia também:

Mais endividados

Essa diferença se acentua ainda mais devido ao fato de os empresários negros terem recorrido mais aos bancos para pedir crédito. Além disso, segundo Carlos Melles, presidente do Sebrae, esse grupo também está mais endividado: enquanto 43% dos pretos e pardos têm dívidas, a proporção entre os brancos é de 32%. Para Melles, essa pode ser a justificativa para as negativas de empréstimos

A pesquisa também mostra que, enquanto 81% dos empreendedores negros tiveram redução no faturamento, entre brancos isso vai para 77%. Os motivos, de acordo com Melles, são a menor escolaridade entre pretos, além de ter menos tempo nos negócios e de 70% serem MEIs (Microempreendedores Individuais), atuando em áreas sem muita qualificação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos